Xanana não descarta hipótese de Díli pedir empréstimos a Pequim

xanana2

O ministro timorense do Planeamento e Investimento Estratégico, Xanana Gusmão, enalteceu ontem a cooperação com a China, admitindo um pedido de empréstimo a Pequim, que prometeu, no domingo, milhares de milhões de euros para infra-estruturas a países em desenvolvimento.

“A China foi, logo desde a nossa proclamação [da independência] um dos países muito apoiantes”, começou por dizer à Lusa Xanana Gusmão, na semana em que os dois países celebram quinze anos desde o estabelecimento das relações diplomáticas.

Sem esquecer Portugal, “que desempenhou um papel importantíssimo como potência administrante”, Xanana Gusmão lembrou o apoio diplomático de Pequim durante a guerra contra a ocupação indonésia: “A China teve um papel importante também na resolução da ONU, de 5 de Maio de 1999, que decidiu pelo referendo” sobre a independência de Timor-Leste, acrescentou.

A República Democrática de Timor-Leste foi criada em 20 de Maio de 2002 e, no mesmo dia, estabeleceu relações diplomáticas com a China.

Em Pequim, Xanana Gusmão participou do fórum “Uma Faixa, Uma Rota”, destinado a impulsionar um gigantesco projecto de infra-estruturas, também designado de Nova Rota da Seda, numa alusão ao corredor económico que outrora uniu o Oriente e o Ocidente.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s