Rota das Letras estende prazo do concurso de contos

_DSC6189O Festival Literário de Macau continua a receber textos em português, chinês e inglês até ao final de Outubro. Rui ZInk, Bi Feiyu e Han Shaogong são os júris e há um prémio pecuniário de 10 mil patacas para o vencedor em cada um dos idiomas.

A segunda edição do Concurso de Contos do Festival Literário de Macau – Rota das Letras alargou o prazo de recepção de textos até ao final de Outubro. O festival continua a receber textos em português, chinês e inglês, e o alargamento do prazo, de 30 de Setembro para 31 de Outubro, “visa dar mais tempo a todos quantos desejem participar e ao mesmo tempo aumentar o número de textos a concurso”, diz o comunicado emitido ontem pela organização.

Todos os participantes que já tenham entregue textos para a segunda edição do concurso de contos e que, por algum motivo, desejem entregar uma nova versão dos contos submetidos, podem também fazê-lo até ao final de Outubro, contactando a organização através do email info@thescriptroad.org.

O concurso de contos decorre em moldes semelhantes ao do ano anterior, com os vencedores a serem seleccionados por escritores que passaram pela Rota das Letras, depois de haver uma pré-selecção a cargo de um júri composto por representantes da organização do festival e outros convidados. Este ano, o vencedor da edição em português do concurso será decidido por Rui Zink; o vencedor da edição em chinês terá o aval de Bi Feiyu; e o galardoado em inglês será escolhido por Han Shaogong, tradutor, entre outros, de Fernando Pessoa, do inglês para o chinês.

Uma das novidades desta edição do concurso é a introdução de prémios pecuniários para os vencedores. A principal recompensa continuará a ser a publicação em livro – e nas três línguas – dos textos seleccionados, ao

lado daqueles que serão escritos pelos autores que visitaram Macau em Março de 2013. Além disso, cada vencedor (um para cada idioma) receberá um prémio pecuniário no valor de 10 mil patacas.

 

O regulamento completo do concurso de contos está disponível nas três línguas em http://www.thescriptroad.org. Mantêm-se os preceitos do ano anterior, com a chamada por textos a ser aberta a todos os participantes que escrevam sobre Macau numa das línguas admitidas a concurso.

No ano de estreia desta competição literária, os vencedores foram Célia Matias, com “A Casa do Senhor Fung”, Lawrence Lei, com “Caça ao Lobo, e “A Minha Última Noite em Macau”, de Miodrag Kojadinovic. Estes e outros textos, distinguidos com menções honrosas, foram incluídos no livro publicados pelo festival, com o título “Não Há Amor como o Primeiro”, que reúne os contos vencedores desta iniciativa e aqueles escritos pelos autores que compareceram na primeira edição da Rota das Letras, como José Luís Peixoto, José Rodrigues dos Santos e Lolita Hu.

Um segundo livro, nos mesmos moldes, será lançado na próxima edição da Rota das Letras, em 2014.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s