Postos de vacinação passam a disponibilizar opção sem marcação e sem quota diária

FOTOGRAFIA GONÇALO LOBO PINHEIRO

A partir de amanhã, todos os 18 postos de vacinação de Macau vão passar a disponibilizar a opção de ‘walk in’ sem quotas, anunciaram ontem os Serviços de Saúde. Assim, qualquer pessoa que queira ser vacinada poderá dirigir-se aos centros sem marcação. A opção através de marcação continua a estar disponível. Na conferência de imprensa de ontem do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, os responsáveis assinalaram o aumento no número de inoculações nas últimas duas semanas.

André Vinagre

andrevinagre.pontofinal@gmail.com

Na conferência de imprensa de ontem do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, as autoridades fizeram saber que, a partir de amanhã, os 18 postos de vacinação de Macau vão oferecer a opção de ‘walk in’ sem quotas. Isto significa que, quem quiser ser vacinado, poderá deslocar-se a qualquer um dos 18 postos de vacinação sem que previamente tenha feito uma marcação.

Anteriormente, os postos de vacinação já ofereciam a possibilidade de ‘walk in’, mas era mediante uma quota diária. Mesmo com a opção ‘walk in’ sem quotas, os Serviços de Saúde ressalvam que continua a ser possível marcar a vacinação. Em cada posto haverá duas filas, uma para quem já tem marcação e outra para quem não tem marcação. Os cidadãos com marcação terão prioridade, sendo que os cidadãos que não tiverem marcação estarão sujeitos a algum tempo de espera. As autoridades vão passar a divulgar o tempo de espera para vacinação em cada um dos postos.

Na conferência de imprensa de ontem, os responsáveis actualizaram os números das inoculações. Até à tarde de ontem, tinham sido administradas 658.063 doses de vacinas contra a Covid-19 num total de 354.099 pessoas. Destas, 48.065 têm apenas a primeira dose e 306.034 já têm a vacinação completa. Actualmente, a taxa de vacinação de Macau está nos 51,8%.

Tai Wa Hou, médico da direcção do Centro Hospitalar Conde de São Januário, assinalou que, nas duas últimas semanas, tem-se verificado um aumento progressivo da vacinação. Recorde-se que as autoridades de saúde emitiram novas directrizes para a vacinação há duas semanas, que dizem que os trabalhadores que não estejam vacinados terão de se submeter à realização de um teste de ácido nucleico todas as semanas.

Quem não estiver apto a ser vacinado não terá de pagar pela realização dos testes de ácido nucleico. Na conferência de imprensa de ontem, Tai Wa Hou explicou que há dois métodos para obter um comprovativo a provar que não se está apto a ser vacinado. A primeira hipótese é o cidadão deslocar-se a um dos 18 postos de vacinação e receber a avaliação dos médicos presentes. Se a pessoa tiver contraindicações de saúde que não permitam levar a vacina, o médico do posto de vacinação emite um certificado ‘in loco’. Por outro lado, a pessoa em causa também pode ir a uma consulta médica sem marcação e ser avaliada lá pelo médico, obtendo aí o certificado.

Quando os médicos não conseguirem ter a certeza se a pessoa em causa pode ou não ser vacinada, o caso será encaminhado para um grupo especial de médicos para uma avaliação mais aprofundada. Até agora, segundo os dados de Tai Wa Hou, já foram emitidos um total de 913 certificados do género. O prazo máximo para a emissão do certificado é de duas semanas, indicaram as autoridades.

Leong Iek Hou, coordenadora do núcleo de prevenção e doenças infecciosas e vigilância da doença, foi também questionada sobre os novos surtos no interior da China e se as autoridades de Macau aconselhavam os residentes a não se deslocarem ao continente por altura da Semana Dourada do Dia Nacional. A responsável indicou que os residentes não devem ir aos locais onde se registam casos de Covid-19, pedindo para que, caso a viagem seja mesmo necessária, os residentes evitem concentrações de pessoas e mantenham os hábitos de higiene.

A responsável disse também que hoje será lançado o 34.º plano de distribuição de máscaras, que vai decorrer até 23 de Outubro em 72 pontos de venda. Até agora, já foram vendidas, no total, 219 milhões de máscaras em Macau.

Leave a Reply

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s