Pedro Choy em tribunal para defesa da sua honra

Pedro Choy

O terapeuta nascido em Macau está a travar uma batalha judicial contra o médico João Júlio Cerqueira, que o acusa de ser “vendedor de carros em segunda mão”, “costureiro de pele” ou “Chop Choy”, entre outros impropérios. Choy exige uma indemnização por difamação no valor de 80 mil euros. João Júlio Cerqueira garantiu ao PONTO FINAL que nunca teve intenção de difamar Pedro Choy, mas sim desmistificar a medicina tradicional chinesa.

Gonçalo Lobo Pinheiro

goncalolobopinheiro.pontofinal@gmail.com

A notícia é avançada pelo jornal Público. O impulsionador da medicina tradicional chinesa em Portugal, Pedro Choy, interpôs um processo-crime composto por 18 crime por difamação contra o médico de medicina convencional João Júlio Cerqueira. O terapeuta exige 80 mil euros de indemnização por danos morais e as próximas semanas serão de grande agitação no Campus da Justiça, em Lisboa.

A razão do processo, adianta o Público, jornal para o qual João Júlio Cerqueira escreveu diversos artigos de opinião, prende-se com o insulto recorrente a que Pedro Choy tem vindo a ser alvo nos últimos tempos. “Vendedor de carros em segunda mão”, “costureiro de pele” ou “Chop Choy” foram alguns dos impropérios que o terapeuta nascido em Macau teve de ouvir nos últimos tempos. Pedro Choy vai mais longe e diz que foi alvo de ameaças de morte, algo que tem feito com que não tenha conseguido dormir uma noite tranquila depois das acusações do médico de Matosinhos.

Ao nosso jornal, o médico João Júlio Cerqueira referiu que nunca teve como objectivo difamar Pedro Choy. “O objectivo é e sempre foi desfazer as suas afirmações públicas sobre a eficácia da Medicina Tradicional Chinesa, que simplesmente não existe”, declarou.

O PONTO FINAL tentou ainda o contacto com Pedro Choy, que, amavelmente, declinou, para já, qualquer comentário “enquanto estiver a decorrer o processo”, “pelo que não vai prestar qualquer declaração, referindo apenas que confia na justiça portuguesa e nos tribunais de Portugal”, conforme afirmou ao nosso jornal o director de Marketing do grupo Pedro Choy e responsável pelo Gabinete de Comunicação da UMC, Diogo Costa.

João Júlio Cerqueira tomou Pedro Choy de ponta em Abril de 2019, quando os dois participaram num debate do programa televisivo Prós e Contras, precisamente sobre os dois tipos de medicina – convencional e alternativa. Cerqueira participou enquanto médico representante da Ordem dos Médicos.

João Júlio Cerqueira

Depois de um debate aceso, o médico de Matosinhos escreveu no seu blogue o primeiro de vários textos críticos a Choy e ao seu trabalho, bem como tantos outros para combater os “terapeutas holísticos” e os “ambientalistas simplórios”, um ataque sem precedentes aos praticantes de terapias alternativas, principalmente à acupunctura. “O culto continua a usar o relatório de 1996 para validar as suas posições. Como se, desde essa altura, não tivesse sido produzida evidência que demonstra a inutilidade da prática para lá do placebo”, referiu João Júlio Cerqueira no seu blogue Scimed – Ciência Baseada na Evidência, em http://www.scimed.pt/blog.

O médico, especialista em Medicina Geral e Familiar e Medicina do Trabalho, acusa Pedro Choy, com experiência acumulada de 35 anos, de desinformar a população. Entre as inúmeras entrevistas que o médico nascido em Macau deu às várias televisões, Cerqueira lembra um episódio sobre obstipação intestinal, na qual Pedro Choy defendeu que o problema leva à acumulação de toxinas no corpo. “Para quem diz tanta merda, tinha de ser perito em ensinar a cagar”, escreveu o médico no seu blogue.

Para João Júlio Cerqueira, colaborador frequente da comunicação social na tentativa de desfazer mitos na área da ciência, o facto de a medicina tradicional chinesa estar legalizada em Portugal e ser considerada pela Organização Mundial de Saúde, não é sinal que ele próprio tenha de aceitar, como ele próprio defende, “leis que são verdadeiros abortos que nunca deviam ter existido”. “Lá porque uns parolos na Assembleia da República cederam ao populismo isso não faz com que as terapias alternativas devam ser respeitadas”, acrescenta ainda em mais uma publicação no seu blogue.

Pedro Choy, criador de um método de emagrecimento e dono de 20 clínicas em serviços de saúde exclusivamente na área da medicina tradicional chinesa, ainda sugeriu a João Júlio Cerqueira que se fosse tratar. Que, sendo “pequenino, franzino, feio e careca”, devia sofrer de um complexo de inferioridade que o podia vir a transformar num Hitler. O rol de acusações e apontar de dedos continuará, agora, na barra do tribunal.

Leave a Reply

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s