Receitas de jogo ao nível de 2019 só em 2024, aponta a Fitch

FOTOGRAFIA: EDUARDO MARTINS/ARQUIVO

A Fitch Ratings diz que as receitas brutas do sector do jogo de Macau só vão voltar ao nível do registado antes da pandemia em 2024. Num relatório publicado pela agência na terça-feira, os analistas dizem que a demora na recuperação está ligada à lenta taxa de vacinação que se tem registado no território e às restrições nas viagens internacionais.

André Vinagre

andrevinagre.pontofinal@gmail.com

As receitas brutas da indústria do jogo de Macau só deverão atingir o nível registado em 2019, ou seja, antes da pandemia, em 2024. É esta a estimativa da Fitch Ratings feita num relatório divulgado na terça-feira, que se debruçava sobretudo na MGM Resorts International.

No relatório, a agência diz que os mercados do sector do jogo regionais dos Estados Unidos deverão recuperar totalmente até ao próximo ano. Já o mercado de Las Vegas deverá estar ao nível de 2019 em 2023. No entanto, o mercado de Macau será mais lento a recuperar, estando prevista uma recuperação total só em 2024. “A trajectória de recuperação mais lenta em Macau tem em consideração o ritmo lento da taxa de vacinação e a persistência de restrições de viagens internacionais”, lê-se no relatório.

À MGM Resorts International, empresa-mãe da MGM China, a Fitch dá uma classificação negativa de “BB-“. O relatório à MGM Resorts International surge na sequência de a empresa ter anunciado um acordo para a aquisição de 50% da participação no complexo CityCenter, em Las Vegas, sendo que a MGM deverá depois esta participação a fundos ligados à empresa. A nota negativa dada à MGM Resorts International é explicada pelo facto de a Fitch entender que a capacidade de cobertura da dívida irá diminuir seis vezes até 2023.

No relatório, a Fitch diz que o facto de a MGM Resorts International ter duas propriedades em Macau é positivo, uma vez que lhe confere “uma diversificação global das receitas e a exposição a um mercado favorável a longo-prazo”. A MGM Resorts International opera actualmente oito casinos em Las Vegas e outros oito casinos no resto dos EUA, em Detroit, Mississippi, Maryland, Nova Jérsia, Nova Iorque, Massachusetts e em Ohio. Além disso, detém 56% da MGM China.

No cômputo geral, o sector do jogo em Macau teve em Junho as piores receitas de 2021, depois de em Maio os casinos terem registado o melhor resultado do ano, indicou a Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos (DICJ) há uma semana. Em Junho, as operadoras arrecadaram 6.535 milhões de patacas, quando em Maio tinham contabilizado 10.445 milhões de patacas. Estes resultados coincidem com o decréscimo no número de visitantes, depois de ter sido identificado um surto comunitário de Covid-19 na província vizinha de Guangdong, que levou as autoridades de Macau a reforçarem as medidas de prevenção e as restrições fronteiriças.

No primeiro semestre do ano, o total de receita acumulada ficou-se pelos 49.023 milhões de patacas, quando em 2019, antes da pandemia, os casinos já tinham arrecadado quase o triplo. Ainda assim, a receita bruta do jogo subiu 45,4% em relação aos valores de 2020, ano de grande impacto da pandemia sobre a indústria do jogo.

O Governo de Macau prevê que este ano as receitas do jogo se vão fixar nos 130 mil milhões de patacas. Foi com este montante em mente que o Executivo definiu o orçamento para 2021.

Leave a Reply

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s