Wong Sio Chak coordenou exercício de simulação de tufão “Peixe de Cristal 2021”

FOTOGRAFIA: GCS

O secretário para a Segurança, Wong Sio Chak, assumiu o cargo de Comandante de Acção Conjunta no sábado durante o exercício de protecção civil “Peixe de Cristal 2021” em que foram simulados incidentes ocorridos durante a passagem de um super tufão e a activação do “Plano de Evacuação das Zonas Baixas em Situação de ‘Storm Surge’. O exercício começou às 13h45 e contou com a participação de todos os membros da Estrutura de Protecção Civil, assim como a presença do Subchefe do Estado-Maior da Guarnição em Macau do Exército de Libertação do Povo Chinês, coronel Jin Wei.

Com a simulação da passagem de um super tufão sobre Macau, acompanhado pelos fenómenos ‘storm surge’ e maré astronómica, a Direcção dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos (SMG) emitiu o aviso de ‘storm surge’ preto, com a previsão de inundações nas zonas baixas com o nível das águas a atingir 2,5 metros ou superior. Para além disso, “o Chefe do Executivo declarou a entrada da RAEM no estado de prevenção imediata”, sendo a Estrutura e o Centro de Operação e Protecção Civil (COPC) sido activados simultaneamente de acordo com a Lei n.º 11/2020 (Regime jurídico de protecção civil).

Para além da execução de uma série de medidas em conformidade com os respectivos planos de contingência, nomeadamente abertura de centros de acolhimento, as autoridades simularam cenários de incidentes súbitos como um acidente de veículo pesado de transporte de substâncias perigosas ou a recusa de evacuação dos residentes das zonas baixas.

O exercício durou aproximadamente 4 horas e meia e simulou cerca de 60 incidentes espectáveis durante a passagem de um tufão, para além de contar com a participação de 2.700 pessoas, incluindo participantes provenientes de 17 associações cívicas. “O número de residentes inscritos foi de 420, sendo 371 os que efectivamente participaram no exercício. O número de famílias evacuadas foi de 2061”, indicou o Governo em comunicado.

No final, Wong Sio Chak afirmou que o “exercício foi realizado com sucesso” graças aos “esforços e dedicações empenhados por cada membro da Estrutura”, mas assinalou a necessidade de melhorar cinco pontos. “Como as situações reais vão ser mais complicadas do que nos exercícios, os membros da Estrutura devem tomar as medidas adequadas rapidamente, através da coordenação, mobilização e notificação do COPC para que cada membro da Estrutura domine bem o processo e melhorem o tratamento dos incidentes”, indicou o secretário para a Segurança.

Wong Sio Chak mostrou-se preocupado com a possibilidade de os “rumores divulgados na internet” gerarem pânico desnecessário na sociedade e que “os membros da Estrutura devem prestar atenção que a declaração da entrada e do termo do estado de prevenção imediata deve ser feita nos termos legais mediante despacho do Chefe do Executivo”

Para além disso, cada um dos membros da estrutura deve “carregar as informações oportunamente e com precisão, fazendo com que a direcção e o comando dos membros da Estrutura sejam mais eficazes e específicos”. Em relação ao “Sistema de verificação e evacuação nas zonas baixas”, o secretário frisou que as “entidades responsáveis pela execução do plano de evacuação devem continuar a estudar as técnicas e os procedimentos sobre o sistema a fim de “elevar a eficiência na utilização do sistema”.

Leave a Reply

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s