Alegado pedófilo aliciou mais de nove crianças através de videojogos online

FOTOGRAFIA: PSP

Um homem de 30 anos terá aliciado mais de nove menores em Macau através de videojogos online prometendo-lhes ‘lai-sis’ virtuais em troca de fotografias e vídeos íntimos. Após a denúncia do caso, a PSP deteve o trabalhador não-residente, de apelido Zhou, e encontrou na sua posse mais de 17 mil fotografias e dois mil vídeos de conteúdos pornográficos com menores. O Instituto de Acção Social e a Direcção dos Serviços de Educação e Juventude foram notificados pelas autoridades e o suspeito foi presente ao Ministério Público.

Eduardo Santiago

eduardosantiago.pontofinal@gmail.com

A Polícia de Segurança Pública (PSP) deteve na segunda-feira um trabalhador não-residente, de 30 anos, por suspeita de abuso de menores e posse de material pornográfico com crianças. O homem terá aliciado vários menores em Macau com ofertas de ‘lai-sis’ virtuais num jogo online em troca de fotografias e vídeos íntimos das crianças. O caso foi denunciado às autoridades no domingo depois de uma criança, com menos de 12 anos, ter revelado a um familiar que um amigo tinha sido tocado nas partes íntimas por um estranho enquanto brincavam no Parque Central da Taipa. As duas crianças foram abordadas pelo suspeito na zona de restauração da Avenida de Guimarães. Através do sistema de videovigilância, a PSP localizou o suspeito e procedeu à sua detenção na segunda-feira.

“As duas vítimas conheceram um homem numa zona de restauração na Taipa que lhes prometeu créditos extra e ‘lai-sis’ num videojogo online. Depois de adicionar as crianças numa aplicação de mensagens, o suspeito meteu conversa com elas e, durante um jogo online, pediu-lhes fotos e vídeos das partes baixas”, começou por explicar um porta-voz da PSP em conferência de imprensa.

Segundo a investigação da PSP, o suspeito, de apelido Zhou, recorreu a videojogos online para conhecer e aliciar crianças. “O detido é um trabalhador não-residente que trabalhava em Macau como assistente de loja. O homem de 30 anos não é casado e não vivia em Macau. Na posse do homem, a polícia encontrou três telemóveis e um disco externo. Num dos telemóveis, a polícia encontrou o contacto de nove menores numa aplicação de mensagens. Após investigação encontrámos conversas do suspeito com crianças em que as aliciava com créditos e ‘lai-sis’ virtuais para videojogos online em troca de fotografias e vídeos íntimos. O suspeito usava videojogos para conhecer crianças. Ainda estamos a investigar uma terceira vítima que enviou uma fotografia e um vídeo da parte de baixo em troca de um cartão de créditos no valor de 28 yuan”, referiu o porta-voz da PSP.

Na posse do suspeito, a polícia encontrou milhares de fotografias e vídeos com conteúdos pornográficos com menores. “Nos três telemóveis, a polícia encontrou mais de 10 mil fotografias e mais de mil vídeos com crianças menores. No disco externo apreendido, a polícia encontrou também cerca de sete mil fotografias e mil vídeos de conteúdo pornográfico com menores. Quando questionado sobre a proveniência dos conteúdos pornográficos com menores, o homem disse que a maioria tinha retirado da internet. Em relação a outras fotos e vídeos, o suspeito garantiu que eram de crianças menores do interior da China”, revelou a PSP, acrescentando que o homem também terá oferecido ofertas para os jogos online para persuadir estes menores.

Sobre os contactos de menores encontrados no seu telemóvel com número de Macau, o suspeito assumiu que tentou atrair os nove rapazes para o mesmo propósito, referiram as autoridades.

Entretanto, a PSP notificou o Instituto de Acção Social e a Direcção dos Serviços de Educação e Juventude sobre este caso e lançou um apelo para que seja providenciada mais informação sobre estes nove menores. “Queremos saber se os pais têm conhecimento disto e apelamos para que informem as crianças sobre segurança na internet e para que alertem os adultos nestes casos suspeitos”, concluiu o porta-voz da PSP.

Pelo crime de abuso de menores, o suspeito incorre numa pena entre 1 a 8 anos de prisão, enquanto que para a posse de material pornográfico com menores o Código Penal de Macau prevê uma pena de 1 a 5 anos de prisão.

 

Leave a Reply

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s