Governo está a preparar planos para mitigar efeitos da pandemia no emprego

FOTOGRAFIA: EDUARDO MARTINS

O Executivo está a preparar planos para fazer face ao desemprego causado pela pandemia. Segundo uma resposta da Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL), está em preparação uma nova ronda de cursos do plano para o aumento de aptidões e formação profissional. O programa de aperfeiçoamento contínuo será retomado em breve.

André Vinagre

andrevinagre.pontofinal@gmail.com

  Wong Chi Hong, director dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL), deu conta dos trabalhos feitos pelo organismo para minimizar o impacto da pandemia sobre o emprego. O Governo vai avançar com uma nova ronda de cursos do plano para o aumento de aptidões e formação profissional, e vai também retomar o programa de aperfeiçoamento contínuo até Setembro. 

A informação foi dada pela DSAL numa resposta a uma interpelação escrita apresentada por Agnes Lam em Julho. A deputada lembrou que, entre Março e Maio, a taxa de desemprego geral aumentou para 2,4% e a taxa de desemprego dos residentes subiu para os 3,4%. Além disso, Agnes Lam, que é também professora universitária, notou que cerca de nove mil universitários vão terminar os seus estudos este ano e “é muito provável que a graduação seja equivalente a desemprego”.

Assim, a deputada perguntou ao Governo se iria colaborar com mais empresas para promover a realização de mais planos de apoio para recém-licenciados. Na resposta, datada de 4 de Agosto e remetida ontem pela deputada às redacções, a DSAL indicou que o plano de experiência no local de trabalho que permite aos finalistas obter experiência profissional através de estágios em empresas ofereceu um total de 1.800 vagas e verificaram-se 1.618 inscrições.

O organismo lembrou que foi implementado também o plano para aumento de aptidões e formação profissional subsidiado, que se destina a desempregados e a profissionais de alguns dos sectores mais afectados pela pandemia, como guias turísticos, motoristas de autocarro e taxistas, por exemplo. Até ao final de Junho, foram realizados 88 cursos que tiveram 1.563 participantes. Wong Chi Hong adiantou que a DSAL está a preparar uma nova ronda para este plano, desta vez com 10.000 vagas.

Agnes Lam questionou também o Executivo sobre se o Governo vai aumentar as vagas para o plano de formação remunerada. Quanto à formação remunerada, a DSAL assinala que está a organizar o “plano de formação de técnicas de manutenção de instalações”, o “plano de formação de cozinheiros para os sectores de hotelaria e de restauração”, o “plano de formação de talentos na gestão de operações de restauração” e o “curso de formação sobre desempenho profissional para os trabalhadores do sector do jogo”.

Por último, Agnes Lam perguntou se o Governo tem alguma calendarização para a retoma do programa de desenvolvimento e aperfeiçoamento contínuo. Recorde-se que o programa tinha sido suspenso no final do ano passado, depois de o Governo ter detectado irregularidades na utilização do subsídio. A DSAL reiterou aquilo que já tinha sido dito por Elsie Ao Ieong, secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, que a Direcção dos Serviços de Educação e Juventude (DSEJ) está a acelerar o aperfeiçoamento deste programa para que seja lançado no próximo mês.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s