Serviços de Turismo alargam oferta de roteiros subsidiados

Fotografia: Eduardo Martins

Arranca esta semana a segunda fase do programa “Vamos! Macau!”, com a inclusão de 10 novos roteiros turísticos, a somar aos 15 já existentes. Passeios de helicóptero e visitas aos locais listados como Património Mundial da UNESCO figuram no conjunto de propostas para alavancar o turismo, fortemente afectado pela pandemia. Macau encontra-se há 24 dias sem registo de novos casos de infecção por coronavírus.

Sílvia Gonçalves
silviagoncalves.pontofinal@gmail.com

A Direcção dos Serviços de Turismo (DST) anunciou ontem o alargamento dos roteiros turísticos subsidiados de 15 para 25, naquela que é a segunda fase do programa “Vamos! Macau!”. O novo pacote contempla viagens de helicóptero, visitas a locais inscritos na Lista do Património Mundial da UNESCO, ao topo da Torre de Macau, a mercados nocturnos ou ao parque de materiais e oficina do Metro Ligeiro, apresentou Cheng Wai Tong, na conferência de imprensa do Centro de Coordenação de Contingência do novo tipo de coronavírus. O subdirector da DST justificou a introdução de 10 novos roteiros – divididos em sete comunitários e três de lazer – com a boa aceitação dos 15 já existentes.

“(…) Houve problemas em relação aos guias turísticos, porque alguns residentes conhecem melhor Macau do que os guias”, Cheng Wai Tong

“Na próxima fase vamos lançar mais roteiros para atrair mais turistas. Vão ser lançados mais 10 roteiros para aumentar o número de inscrições, porque os anteriores foram muito concorridos e bem aceites”, disse Cheng Wai Tong. Referindo-se à primeira fase, o subdirector da DST diz terem-se registado mais de 87 mil inscrições, com um nível de satisfação superior a 80%, tendo assinalado, contudo, a existência de queixas, que promete resolver: “Quase todos os pontos que analisámos receberam mais de 85% de satisfação. Recebemos também queixas, sobre a organização dos roteiros, porque as pessoas ainda não estão familiarizadas. Também houve problemas em relação aos guias turísticos, porque alguns residentes conhecem melhor Macau do que os guias, o que afecta a satisfação em relação aos guias”.

Cada roteiro é subsidiado em 280 patacas, podendo cada residente aceder a um máximo de dois roteiros (560 patacas), um comunitário e um de lazer. O preço de inscrição nos roteiros varia entre as 18 e as 398 patacas, sendo o mais caro o passeio de helicóptero.

A DST lançou, a 5 de Junho, a aplicação “Macau Ready Go”, que inclui promoções oferecidas por várias empresas e estabelecimentos comerciais. Cheng Wai Tong referiu que, até ao momento, inscreveram-se na plataforma 641 empresas, que divulgaram mais de mil anúncios de promoções, tendo sido descarregados mais 78 mil cupões. A página foi visitada mais de 1,3 milhões de vezes. O responsável assinalou que, com a abertura do mercado turístico, a plataforma vai, no futuro, também “beneficiar os turistas, mas, para já, é para os locais”.

Quatro mil trabalhadores do jogo testados diariamente

Lo Iek Long fez ontem, na conferência de imprensa, um balanço do plano de testes de ácido nucleico destinado aos trabalhadores dos casinos, referindo que têm sido efectuados testes a mais de quatro mil funcionários por dia. “Tem decorrido bem”, afirmou o médico adjunto da direcção do Centro Hospitalar Conde de São Januário. O responsável explicou que o plano está definido de modo a que sejam efectuados “200 testes de meia em meia hora”.

Lo Iek Long assinalou que os trabalhadores da linha da frente dos casinos que já tenham feito o teste ao ácido nucleico devem “estar atentos ao seu código e, se já estiver negativo, podem atravessar a fronteira”. Desde 15 de Julho que só tem acesso aos casinos quem apresentar um teste negativo à Covid-19. Os trabalhadores estão isentos da medida, estando apenas sujeitos à apresentação do código de saúde e a medição da temperatura corporal, tendo o Governo decido entretanto estender os testes a estes funcionários.

Macau regista nesta altura 24 dias sem novos casos importados, anunciou ontem Lo Iek Long. O último paciente a receber alta hospitalar está agora a cumprir 14 dias de quarentena no Centro Clínico do Alto de Coloane. Sob observação médica encontram-se 1582 pessoas, 1575 nos hotéis designados, seis em barcos de pesca e uma pessoa em residência.
Tem início hoje, e decorre até 30 de Julho, o 19º plano de fornecimento de máscaras, que podem ser adquiridas nos moldes habituais e nas mesmas 84 farmácias convencionadas. Também hoje entra em funcionamento o novo posto de testes de ácido nucleico, no Fórum de Macau, um dia depois do número de vagas diárias disponíveis para incrições terem aumentado de 5000 para 7500.

Sobre os dois casos importados de Hong Kong detectados em Zhuhai, Leong Iek Hou, coordenadora do Núcleo de Prevenção de Doenças Infecciosas e Vigilância da Doença, garantiu que os mesmos – que fizeram a travessia na Ponte do Delta – não estiveram em contacto com passageiros de Macau, sendo por isso baixo o risco de transmissão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s