Chan Hong pede uma revitalização do Porto Interior

1. chan hong.jpg
FOTO EDUARDO MARTINS

Chan Hong quer que o Governo aposte na revitalização do Porto Interior e pede que seja elaborado um plano com medidas abrangentes para promover o desenvolvimento económico da zona. A deputada fala do envelhecimento dos bairros, da fraca economia e da ausência de turistas e diz que “a importância e urgência de revitalizar a economia [do Porto Interior] é indiscutível”.

TEXTO: André Vinagre

Numa interpelação escrita remetida ao Governo no passado dia 28 de Setembro, a deputada Chan Hong pede ao Executivo que elabore novos planos e medidas mais abrangentes para aplicar no Porto Interior no sentido de promover o seu desenvolvimento económico. “Perante o ambiente desfavorável do Porto Interior, não basta só tomar as medidas, tais como organizar feiras nocturnas especiais, aperfeiçoar as rotas turísticas ou reforçar a divulgação”, diz a deputada, questionando se o Governo vai elaborar “novos planos e medidas abrangentes” para o desenvolvimento da zona.

A presidente da direcção da Associação de Educação de Macau questiona ainda se existe algum mecanismo ou instituição de cooperação interdepartamental que vise a melhoria da economia das zonas antigas. “Há medidas para promover o desenvolvimento complementar e em paralelo entre as zonas novas e antigas?”, pergunta. Num terceiro ponto da sua interpelação, Chan Hong pergunta se existe algum plano para que a vida dos residentes dos bairros antigos seja melhorada: “Revitalizar as zonas antigas não é só incentivar o comércio, também inclui melhorar o ambiente e a qualidade de vida dos residentes”, lê-se na interpelação.

“O Porto Interior era a zona mais movimentada a nível económico de Macau, que suportava o desenvolvimento da economia e da cultura de Macau. No entanto, ao longo dos anos, com a mudança do centro económico de Macau, o então desenvolvido Porto Interior, onde se reuniam comerciantes de todo o lado, deixou de ter vitalidade”, refere a deputada. E acrescenta: “Com bairros envelhecidos e economia fraca, raramente os turistas visitam esta zona e nem os locais lá querem ir”.

Chan Hong recorda ainda que, além destes problemas, “o Porto Interior tem sido prejudicado por tufões e inundações”, o que faz com que os comerciantes tenham dificuldade em gerir os seus negócios. “A sociedade espera que o governo acelere o tratamento dos problemas relacionados com as inundações do Porto Interior e que planeie também, de forma sistemática e global, a revitalização da economia deste lugar, melhorando, de uma vez por todas, o ambiente comercial e a qualidade de vida dos residentes deste bairro”, indica. Para Chan Hong, “a importância e a urgência de revitalizar a economia [do Porto Interior] é indiscutível”.

“É preciso, claro, desenvolver as zonas novas, mas também é preciso valorizar a construção das zonas antigas. Como é que se atinge um desenvolvimento económico complementar e paralelo entre as zonas novas e as antigas, para se distinguir as suas próprias características? Isso exige um plano cauteloso de cooperação em conjunto com o Governo”, conclui a deputada.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s