Efeito Hato com impacto nas LAG 2018  

 

 

1.Assembleia.jpg

As consequências da passagem do tufão Hato pelo território, a 23 de Agosto último, estiveram ontem omnipresentes na apresentação, pelo Chefe do Executivo, das Linhas de Acção Governativa para 2018, com o líder do Governo a insistir no aperfeiçoamento dos mecanismos de emergência e na intensificação das estratégias de segurança pública. Chui Sai On aponta para o primeiro semestre do próximo ano a abertura de concursos direccionados para a execução de obras como a construção de uma estação elevatória no Porto Interior.

“Iremos aperfeiçoar os diplomas legais relativos à gestão e controlo de riscos, bem como a resposta às crises. Serão prioritariamente alterados os regulamentos administrativos relativos ao sistema de alarme na área da meteorologia e revista a definição de níveis de tufões e ‘storm surge’ de modo a aumentar a capacidade de alerta para estes fenómenos catastróficos”, assinalou Chui Sai On, no âmbito das medidas de curto-prazo.

Os efeitos devastadores do Hato – sobretudo na zona do Porto Interior –alavancaram o debate em torno da construção de meios de prevenção de cheias naquela área. O Chefe do Executivo apontou ontem uma data para a abertura de concursos que visam a execução das obras: “Iremos, mediante um modelo de administração integrada, aperfeiçoar as infra-estruturas destinadas à prevenção de cheias e à drenagem da zona do Porto Interior, que inclui a construção de uma nova estação elevatória no Porto Interior, e prevê-se, para o primeiro semestre do próximo ano, a abertura de concursos para execução destas obras”.

Chui Sai On compromete-se ainda a “efectuar uma inspecção e verificação completa das sarjetas dos drenos subterrâneos e das saídas da tubagem nas zonas costeiras”. O Governo vai também proceder “atempadamente à reparação e instalação de válvulas móveis para evitar a intrusão de água do mar”. Diz o Chefe do Executivo que “no próximo ano terão início as obras provisórias de prevenção de inundações ao longo da zona do Porto Interior e até à zona da Ilha Verde”.

Chui Sai On promete ainda “estabelecer sistemas eficazes de alerta nas principais fronteiras e nas zonas baixas costeiras, de modo a transmitir atempadamente mensagens de emergência”. O líder do Governo pretende também intensificar “a cooperação com o interior da China, particularmente com a província de Guangdong e com a cidade de Zhuhai, no sentido de estabelecer um regime especial de passagem fronteiriça em situações de emergência”. S.G.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s