Chan Meng Kam abre a porta para nomeação e lamenta ritmo da democratização

O deputado mais votado em 2013 despediu-se ontem da 5.ª Legislatura e lamentou o facto da democratização do regime decorrer de forma lenta. Porém, a despedida foi apenas da Legislatura, o que abre a hipótese de Chan Meng Kam ser mesmo nomeado deputado pelo Chefe do Executivo.

João Santos Filipe

joaof.pontofinal@gmail

Chan Meng Kam lamentou ontem a velocidade com que o processo de democratização em Macau está a evoluir. Este foi um dos pontos altos do discurso do deputado, que afirmou que vai não concorrer pelo sufrágio directo para dar oportunidade aos mais novos. A intervenção abriu a porta para uma possível nomeação, por parte do Chefe do Executivo, na próxima legislatura.
“Estes 12 anos [como deputado eleito] passaram num ápice, e ao recordar esta carreira de deputado, sinto alguma pena – a democratização, que deve ser ordenada e gradual, continua com andamento lento, e os deputados eleitos por sufrágio directo continuam a ser a minoria”, afirmou o deputado, ligado à comunidade de Fujian.
Quanto a outros temas que lamenta não ter podido ajudar mais a resolver, o membro da Assembleia Legislativa apontou a habitação, os transportes, a saúde e  a pouco conseguida diversificação da economia.

“A diversificação adequada da economia só conseguiu progresso limitado; com o aumento da população, de 490 mil em 2005 para 650 mil, são mais proeminentes os problemas com a habitação, transportes e saúde”, acrescentou.

Outro ponto relevante é o facto de no início da intervenção antes da ordem do dia, Chan Meng Kam ter sublinhado que esta era a sua última intervenção. Contudo, o legislador não disse que era a última intervenção enquanto deputado, antes a última da V Legislatura, que está agora a chegar ao fim.
“Espero que mais jovens integrem a Assembleia Legislativa, portanto, após séria ponderação, acabei por decidir não me candidatar às eleições para a próxima legislatura. Está é a minha última intervenção antes da ordem do dia da Quinta Legislatura”, frisou.
Na altura da “despedida”, Chan Meng Kam agradeceu a todos os que o apoiaram, e principalmente aos eleitores que votarem nele, que foram 20.701 em 2005, 17.014 em 2009 e 26.426 em 2013.

O deputado deixou igualmente elogios ao desenvolvimento registado pelo território ao longo do tempos em que fez parte do órgão legislativo.

“Estes doze anos como deputado foram o tempo mais precioso e inesquecível da minha vida. O que foi para mim uma grande satisfação ao longo destes doze anos foi ver o regresso de Macau à Pátria e a estabilidade social e o desenvolvimento da economia conseguidos”, apontou.

Anteriormente, Chan Meng Kam tinha negado a hipótese de ser nomeado por Chui Sai On. Contudo, também tinha negado a possibilidade de haver duas listas ligadas a si nas eleições, mas essa realidade acabou mesmo por se verificar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s