Burlas telefónicas superam as duas mil em pouco mais de duas semanas

Os prejuízos provocados à população ascendem a mais de cinco milhões e meio de patacas. Este fim-de-semana, mais oito casos (de entre 257 consultas e denúncias) provocaram vítimas que perderam um total de mais de um milhão de patacas. As autoridades reforçam a aposta na prevenção.

A Polícia Judiciária (PJ) continua a tentar conter o fenómeno das burlas telefónicas em que falsos agentes das autoridades ligam para cidadãos aleatoriamente e tentam convencê-los a fazerem transferências para contas bancárias na China Continental. Os números de denúncias e consultas dos cidadãos relativamente a este tipo de caso, no entanto, continuam a subir e já ultrapassaram os dois milhares desde o dia 20 de Julho.

Os números são frescos e foram divulgados ontem pela PJ, durante a habitual conferência de imprensa conjunta com a Polícia de Segurança Pública (PSP) em que são relatadas as ocorrências do fim-de-semana: entre 20 de Julho e 6 de Agosto, a Judiciária, a Polícia de Segurança Pública (PSP) e a Alfândega registaram em conjunto um total de 2247 denúncias e consultas de cidadãos que se queixaram de terem sido contactados por indivíduos que afirmavam ser funcionários dos Serviços de Migração – as chamadas eram posteriormente transferidas para um suposto agente da polícia da China Continental, que terminava tentando convencer o interlocutor a transferir dinheiro. De entre as mais de duas mil tentativas conhecidas, 30 foram bem sucedidas, ou seja, as vítimas chegaram mesmo a transferir dinheiro para os burlões. No total, as transferências (realizadas em yuans, dólares de Hong Kong ou patacas) superam o equivalente a 5,54 milhões de patacas.

Só na sexta-feira, sábado e domingo passados, foram 257 consultas e denúncias registadas pelas autoridades, com oito casos a provocarem vítimas com prejuízos que ascendem a 1,24 milhões de patacas.

 

Burlões continuam a fintar as autoridades

 

Apesar dos números continuarem a crescer, a PJ não poupa esforços para tentar travar o fenómeno. “Tomámos já várias medidas para prevenir contra este tipo de burla, incluindo a informação à população através dos meios de comunicação, a colaboração com as operadoras de telecomunicações, que têm enviado mensagens de alerta por SMS aos cidadãos, e a sensibilização por intermédio das associações de moradores”, afirmou Tam Weng Keong, da chefia funcional da PJ, encarregado da função de porta-voz da PJ na conferência de imprensa de ontem.

O responsável garantiu que essas medidas eram para manter e garantiu que seria melhorada também a troca de informação com as autoridades das regiões vizinhas. “Há também um mecanismo que já foi accionado, com a colaboração dos bancos, para suspender as transacções bancárias consideradas suspeitas”, acrescentou, reiterando o apelo à população para manter-se em estado de alerta e não acreditar em telefonemas em que é solicitada a transferência de dinheiro, um método jamais utilizado pelas autoridades.

CTM faz novo alerta aos seus clientes

Fazendo eco dos apelos lançados pela PJ, a Companhia de Telecomunicações de
Macau (CTM) esclareceu ontem a população que nunca pede números de telefone,
senhas, números de contas ou informações pessoais através de chamadas
telefónicas ou por mensagem de correio electrónico.

Em comunicado à imprensa, responsáveis da CTM apelaram aos cidadãos para
ignorarem e apagarem um e-mail que se tem difundido com o assunto “One New
Message”.

A operadora reiterou o aviso à população para nunca divulgar informação pessoal
por telefone ou correio electrónico.

“A CTM reitera que não é sua prática normal pedir informações pessoais aos
clientes, tais como número de identificação, nome de utilizador ou número de
conta através de chamada telefónica ou de e-mail”, lê-se na nota de imprensa
enviada às redacções.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s