Bibiano Fernandes revalidou título mundial em menos de dois minutos

Sábado foi dia do Brasil na Arena do Cotai, com Bibiano Fernandes a revalidar o título de campeão mundial da One Championship de Peso-Galo. Já o compatriota, Adriano Moraes conseguiu segurar o título de Peso-Mosca.

João Santos Filipe

joaof.pontofinal@gmail.com

 

O brasileiro Bibiano Fernandes revalidou o título de campeão mundial na categoria Peso-Galo (até 65 kg), do campeonato One Championship, após ter derrotado Andrew Leone, por submissão. Na Arena do Cotai, o brasileiro demorou menos de dois minutos a revalidar o título e a levar ao tapete o adversário norte-americano.

Era a principal luta do cartaz do evento de Artes Marciais Mistas (MMA) One: Reis e Conquistadores, que teve lugar no Sábado no Venetian. Contudo, demorou apenas 1.45 minutos, muito por causa de Bibiano Fernandes.

Mal o combate começou, o brasileiro encostou o oponente às cordas e com uma joelhada na zona média fez o adversário cair no rinque. A partir desse momento, socou sem parar a cabeça do opositor, acabando por prender o pescoço de Leone. Este último golpe foi suficiente para confirmar a vitória do brasileiro.

“É uma sensação fantástica e tenho de agradecer a Macau por me ter recebido tão bem. Quero também agradecer à minha família no Canadá e no Brasil, que apesar da diferença horária estiveram a acompanhar o combate”, afirmou, no final, Bibiano Fernandes de 37 anos.

Com este resultado, o “Flash” soma 13 vitórias consecutivas na carreira com um registo de 21 vitórias e três derrotas. Por sua vez, o americano passa a contar no currículo com oito vitórias e três derrotas.

 

Título de peso-mosca também ficou no Brasil

 

Também na categoria Peso-Mosca (até 60 kg) foi o Brasil que fez a festa, com a vitória de Adriano Moraes perante o cazaque Kairat Akhmetov. A vitória foi atribuída por uma decisão unânime do júri, mas mesmo assim os lutadores tiveram de disputar os cinco assaltos.

Adriano Moraes entrou pior do que o adversário no combate, mas a partir do segundo round mudou o rumo dos acontecimentos, com vários pontapés e murros certeiros em Akhmetov.

Por sua vez, o Cazaque apostou em levar o oponente ao chão, onde é mais forte, mas mesmo quando conseguiu fazê-lo, viu-se batido.

No final, Moraes vingou a vitória sofrida perante Akhmetov em Novembro de 2015, e segurou o título de Peso-Mosca do campeonato One Championship, tendo agora um registo de 16 vitórias e duas derrotas. Já o Cazaque sofreu a primeira derrota da carreira, passando a ter um registo de 23 vitórias e uma derrota.

Nos restantes dez combates, Hayato Suzuki bateu Joshua Pacio, por submissão, Shannon Wiratchai impôs-se a Rajinder Singh Meena, por K.O., Timofey Nastyukhin venceu Konji Anjy por decisão do júri e a lutadora Jomary Torres derrotou Rika Ishige por submissão.

Ainda por submissão Chen Lei bateu Saiful Merican, já por K.O. técnico Kotetsu Boku triunfou perante Eric Kelly e Leandro Issa derrotou Toni Tauru. Também Leandro Ataídes e Magomed Idrisov impuseram-se perante Michal Pasternak e Herbert Burns, respectivamente, por decisão unânime do júri. Finalmente, Marcin Prachnio bateu Gilberto Galvão por K.O..

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s