CAEAL recusou protesto de lista Nova Ideais para mudar ordem dos candidatos

A lista “Nova Ideais” apresentou uma reclamação perante a Comissão Eleitoral porque queria colocar José Pedro Sales em segundo lugar na candidatura, por troca com Hong Hok Sam, mas viu a reclamação ser rejeitada. A CAEAL explicou que já tinha passado o prazo para a apresentação de candidaturas.

1. CAEAL.jpg

João Santos Filipe

joaof.pontofinal@gmail.com

 

A “Nova Ideais” tinha apresentado um protesto para mudar a ordem dos candidatos e colocar o macaense José Pedro Sales no segundo lugar da lista, por troca com Hong Hok Sam, que assim descia a terceiro, mas a Comissão de Assuntos Eleitorais da Assembleia Legislativa (CAEAL) rejeitou a reclamação. As razões para esta tomada de posição foram explicadas, ontem, pelo presidente da CAEAL, Tong Hio Fong, após uma reunião para debater o assunto.

“Debatemos essa reclamação para ver se havia algum fundamento, e a CAEAL concluiu que a reclamação não tem qualquer fundamento legal. De acordo com a Lei Eleitoral, na data em que apresentaram a reclamação, os mandatários já não podiam apresentar novas informações”, disse o presidente da CAEAL. “Após a data de apresentação das listas, se houve deficiências ou faltas de informação, estas podem ser colmatadas a pedido da Comissão de Assuntos Eleitorais da Assembleia Legislativa, mas depois do prazo já não se pode fazer qualquer alteração, nem solicitar a troca da ordem dos candidatos”, acrescentou.

A lista “Nova Ideais” tem o dia de hoje para decidir se vai fazer queixa desta decisão ao Tribunal de Última Instância. Caso siga por esta via, o TUI tem, depois, um dia para se pronunciar sobre o assunto.

O PONTO FINAL entrou em contacto com o mandatário e candidato número um da lista em causa para saber se tencionava levar o diferendo ao Tribunal de Última Instância, mas até ao fecho da presente edição do jornal, não foi possível obter qualquer reacção por parte de Carl Ching.

Também a lista “Linha de Frente dos Trabalhadores de Casinos”, liderada por Cloee Chao Sao Fong, sofreu alterações, uma vez que a candidata número três, Leong Lai Ha, pediu para desistir.

Por esta razão, mantem-se um total de 25 listas a concorrerem pelo sufrágio directo e 192 candidatos. As listas que estão afixadas na sede da comissão, podem passar mesmo a oficiais hoje, se não houver reclamação da “Nova Ideias”.

Tong Hio Fong abordou igualmente o período em que é proibido conduzir actividades de campanha eleitoral, que entra em vigor a partir do momento em que as listas se tornem definitivas e se prolonga até ao início da campanha, que está agendado para 2 de Setembro: “Nesta altura podem ver cartazes e posters na Internet [relacionados com as listas], mas na próxima semana exigimos a todos os mandatários para retirarem toda a publicidade”, afirmou.

De acordo com o presidente da Comissão de Assuntos Eleitorais da Assembleia Legislativa, na próxima semana haverá mais uma reunião para dar mais indicações à lista sobre as proibições, sendo certo que as acções de balanço feitas normalmente pelos deputados no final da legislatura não vão ser afectadas.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s