Organização espera que cerca de mil pessoas assistam ao Open de Macau de culturismo

A Pavilhão Polidesportivo de Tap Seac recebe no domingo os mais de 80 atletas que vão disputar no fim-de-semana o Open de Culturismo de Macau. A modalidade, dizem os organizadores, é  cada vez mais popular no território devido às crescentes preocupações, quer com a saúde, quer com a imagem.

BODYBUILDING-CHN  WH972

João Santos Filipe

O Open de Macau de culturismo realiza-se este domingo e os organizadores acreditam que cerca de mil pessoas vão deslocar-se ao Pavilhão Polidesportivo de Tap Seac, para verem competir os mais de 80 participantes inscritos no certame. Os números têm vindo a crescer ao longo dos últimos anos, dado o  maior interesse dos residentes neste tipo de desporto, explicou ao PONTO FINAL a presidente da Associação de Culturismo e Fitness de Macau, Inês Yeung Sai Ip.

“Tendo em conta os encontros do últimos anos, sempre tivemos muito apoio do público e visto que temos as portas abertas para todas as pessoas que querem assistir e apoiar os atletas, esperamos que a audiência seja composta por mais de mil pessoas”, disse a responsável ao PONTO FINAL.

Este ano o evento vai contar com participantes vindos de Macau, da República Popular da China, do Vietname e do Nepal, entre outros países e territórios, à semelhança do que acontece desde há seis anos. Antes disso a competição era apenas aberta a residentes.

O culturismo é uma prática através da qual as pessoas se dedicam ao exercício físico para definirem e desenvolverem diferentes músculos e partes do corpo. Nos últimos anos, em Macau, tem havido um interesse crescente pela modalidade, sustenta Inês Yeung.

“É cada vez mais popular em Macau, porque as pessoas agora prestam mais atenção à saúde e à imagem. O culturismo permite-lhes manterem-se saudáveis e com uma boa imagem, pelo que as pessoas aderem cada vez mais”, afirmou a responsável da associação.

A competição é também vista entre os atletas como uma forma de “mostrarem o sucesso alcançado ao grande público”.

Se por um lado, o culturismo pode ser saudável, por outro são frequentes os casos em que os atletas recorrem a esteróides e outros produtos nocivos para o corpo. Esta é uma prática que a associação desaconselha e combate, como explicou Inês Yeung: “O nosso objectivo é que este desporto seja saudável, e isso é possível sem a utilização de esteróides e outros produtos nocivos. Mesmo que possa levar mais tempo a alcançar os resultado pretendidos, nunca aconselhamos a utilização de esteróides”, frisou.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s