“WhatsApp” regista interrupções no Continente

A aplicação de mensagens instantâneas ‘WhatsApp’ tem registado, desde terça-feira, interrupções no serviço na República Popular da China, suscitando receios de que possa ser parcialmente bloqueado no país, à semelhança de várias outras ferramentas ‘online’ estrangeiras.

Durante grande parte de terça-feira, o ‘WhatsApp’ esteve inacessível no Continente, a menos que os utilizadores recorressem a uma VPN (Virtual Proxy Network), mecanismo que permite aceder à Internet através de um servidor localizado fora do país.

Muitos dos utilizadores na China daquele serviço de mensagens instantâneas, que é detido pelo ‘Facebook’, são estrangeiros a residir no país, que têm assim uma alternativa ao ‘WeChat’, o serviço chinês mais utilizado no país, mas que está sujeito ao controlo e censura impostos pelas autoridades locais.

As interrupções no serviço do ‘WhatsApp’ surgem num período politicamente sensível para a China. No Outono, vai decorrer o congresso do Partido Comunista Chinês (PCC), o mais importante acontecimento da agenda política chinesa, que se realiza de cinco em cinco anos.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s