Torneio de Chi Kung levou 204 praticantes ao Estádio dos Operários

A prova decorreu no passado domingo e serviu para que os representantes de Macau nos próximos campeonatos mundiais da arte marcial completassem mais uma etapa da preparação. O principal certame mundial da modalidade decorre entre 8 e 14 de Setembro, em Haia, na Holanda.

 

João Santos Filipe

 

Um torneio promovido pelas federações de Chi Kung de Macau e do vizinho município continental de Zhuhai contou com a participação de 204 praticantes da modalidade marcial e permitiu aos representantes do território cumprirem mais uma etapa na preparação para os próximos Campeonatos do Mundo. O evento foi realizado no passado domingo, no Campo da Associação Geral dos Operários, e contou com a inscrição de 33 equipas de Macau e de Zhuhai.

“O evento correu muito bem e contou com uma boa participação. Além da competição, as pessoas puderam trocar  ideias sobre o Chi Kung, que era um dos principais pontos do programa”, afirmou Nikola Maricic, praticante da arte marcial e medalhado por Macau, ao PONTO FINAL. “Participaram cerca de 33 equipas de Zhuhai e Macau, e houve uma exibição feita por um grupo que veio de uma universidade de Pequim”, complementou.

Ao nível da preparação para os mundiais, que vão decorrer na cidade de Haia, entre os dias 8 e 14 de Setembro, Maricic explicou que a preparação está já num nível avançado: “A equipa em que estava integrada é internacional, porque somos os que vamos representar Macau nos Mundiais. Somos oito pessoas e conseguimos uma prestação que nos valeu duas medalhas de ouro e uma de prata”, contou. “Acho que a nossa preparação está num nível avançado, só que os atletas chineses têm um nível muito mais elevado do que o nosso. Eles praticam esta arte marcial de forma profissional, com treinos nas universidades que frequentam”, acrescentou sobre as expectativas para a prova que vai decorrer na Holanda.

Apesar de tudo, o croata que compete com as cores do território, espera uma boa prestação, até porque, salienta, Macau é uma das principais potências na prática de Chi Kung.

Além da parte competitiva, houve igualmente espaço para vertentes de exibição de diferentes equipas da prática de Chi Kung. Nesta vertente, Maricic destacou a exibição de uma equipa vinda de Pequim, convidada só para integrar a parte performativa do certame. Também na parte de exibição, segundo Maricic, a formação dos representantes de Macau foi considerada a melhor em duas categorias.

No decorrer do evento houve também tempo para que os concorrentes abordassem a última iniciativa da federação que tutela a modalidade, ou seja o Dia Mundial do Chi Kung. A iniciativa, agendada para 13 de Agosto, vai abranger na primeira edição cerca de 40 países e territórios.

Em Macau, o Campo da Associação Geral de Operários vai receber as celebrações que têm início a partir das 10h00, com portas abertas para quem quiser aparecer. Em todo os países envolvidos, a iniciativa arranca às 10h00 locais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s