Vítimas civis no Afeganistão dispararam no primeiro semestre

O Afeganistão registou, no primeiro semestre de 2017, um novo aumento de vítimas civis, com 1.662 mortos e 3.581 feridos entre a população civil, sobretudo na região de Cabul. A maior parte das vítimas – 40 por cento –  foram atingidas por explosivos em atentados com minas terrestres ou por engenhos explosivos de fabrico artesanal, especificou a missão da ONU no Afeganistão, no relatório semestral, ontem divulgado

Nos primeiros seis meses do ano, atentados suicidas ou explosões provocadas por veículos armadilhados, fizeram 259 mortos e 892 feridos, correspondendo a um aumento a 15 por cento, em relação a 2016.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s