Incêndio na província de Jiangsu terá tido origem criminosa

As autoridades chinesas suspeitam que um incêndio que deflagrou numa casa de dois andares, no sábado, e que causou 22 mortos, foi provocado por uma ou mais pessoas, avançou esta segunda-feira a televisão estatal chinesa CCTV.

O fogo deflagrou na madrugada de sábado numa casa de dois andares na localidade de Changshu, província de Jiangsu, onde viviam trabalhadores migrantes.

A polícia disse que as portas da casa estavam trancadas por fora, impedindo que os residentes pudessem escapar, e que foram encontrados restos de gasolina no local, indicou o jornal South China Morning Post.

As autoridades encontraram os cadáveres de 22 pessoas dentro da habitação. Três pessoas conseguiram fugir com ferimentos ligeiros.

Os residentes, com uma média de idade de 25 anos, trabalhavam num restaurante próximo, onde estavam empregados há mais de dois anos, e procediam de diversos pontos do país.

As autoridades já detiveram um suspeito e estão à procura de outras pessoas que também poderão estar implicadas no caso.

Na República Popular da China, é habitual que o empregador ofereça alojamento aos trabalhadores migrantes. Na maioria dos casos, estes vivem em dormitórios lotados e com pouca segurança.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s