Liu Xiaobo sofre falência respiratória. Família rejeita entubá-lo

O hospital de Shenyang onde o Prémio Nobel da Paz se encontra internado voltou ontem a reiterar que o activista se encontra em estado crítico. Liu terá sofrido esta quarta-feira uma falência respiratória, mas a família ter-se-á oposto ao entubamento do dissidente.

 

Protest with masks of Liu Xiaobo at China Liaison Office in Hong Kong
epa06052020 A protesters holds a mask with the face of Chinese dissident and Nobel laureate Liu Xiaobo during a protest outside the China Liaison Office in Hong Kong, China, 27 June 2017. Liu has been granted medical parole after being diagnosed with liver cancer, according to the Liaoning Prison Administration Bureau. Liu Xiaobo was imprisoned in 2009 on charges of subversion for calling for greater democracy. EPA/JEROME FAVRE

O activista chinês Liu Xiaobo, distinguido com o Nobel da Paz em 2010, está desde ontem acometido de falência respiratória e os médicos pediram para entubá-lo, mas a família rejeitou, anunciou esta quarta-feira a unidade hospitalar de Shenyang onde o dissidente está internado.

Liu necessita de ventilação mecânica. A família, contudo, opôs-se a que se realize uma entubação endotraqueal, detalhou o hospital, em comunicado: “O paciente está em estado crítico. O hospital está a tentar salvar a sua vida através de todos os meios. A família foi informada”, lê-se na mesma nota.

Condenado em 2009 a uma pena de 11 anos de cadeia por subversão, Liu Xiaobo, 61 anos e prémio Nobel da Paz 2010, foi colocado em liberdade condicional em meados de Junho após lhe ter sido diagnosticado, em Maio, um cancro no fígado em fase terminal.

A falência respiratória ocorre um dia depois de o hospital informar que o estado de Liu se teria agravado, sofrendo uma infecção abdominal, peritonite, disfunção de órgãos e choque séptico.

Liu Xiaobo encontra-se sob vigilância rigorosa no hospital, junto a um reduzido grupo de familiares, que também estão sob o controlo das autoridades, pelo que não foi possível confirmar a versão oficial: “Neste momento é impossível” contactar com eles, lamentou um amigo da família, Ye Du, à agência Efe.

Os Estados Unidos da América, a União Europeia e organizações de defesa dos Direitos Humanos têm apelado a Pequim para que deixe Liu e a sua família procurar tratamento médico no estrangeiro

O Nobel da Paz foi transferido desde a prisão, onde esteve nove anos, para o hospital, no início de Junho, depois de lhe ter sido diagnosticado um cancro.

Liu foi detido em Dezembro de 2008 e condenado no ano seguinte a 11 anos de prisão por “incitar à subversão”, após ter ajudado a redigir a Carta 08, um manifesto político que apela a reformas democráticas e ao respeito pelos direitos humanos no país asiático.

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s