China liberta funcionários da Crown Resorts

 

As autoridades chinesas libertaram ontem dez funcionários do grupo australiano Crown Resorts, que até Maio mantinha interesses nos casinos do território, depois de terem cumprido nove meses na prisão por promoverem o jogo na China continental, uma actividade ilegal no país.

As autoridades australianas confirmaram que dois australianos foram libertados após o tempo que passaram detidos ter sido deduzido das suas sentenças.

Um terceiro cidadão australiano, que dirigia o programa internacional VIP do grupo, deverá ser libertado no próximo mês.

Todos foram julgados no mês passado por um tribunal de Xangai.

Entre os 19 arguidos, 11 foram condenados a nove meses de prisão, outros cinco a dez meses, e os restantes não foram punidos, apesar de terem sido condenados pelo mesmo crime.

A publicidade a jogos de fortuna e azar na China continental é proibida e os agentes não podem organizar grupos com mais de dez cidadãos chineses para apostar além-fronteiras.

De acordo com a lei chinesa, quem “gere uma casa de jogo ou faz do jogo profissão” pode enfrentar até três anos de prisão.

Casinos estrangeiros têm contornado a proibição, ao organizar excursões de jogadores além-fronteiras. Estas operações têm sido combatidas pelas autoridades chinesas, desde a ascensão ao poder do Presidente chinês, Xi Jinping, em 2013, que lançou uma ampla campanha anti-corrupção.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s