Casa de Portugal garante manutenção com triunfo diante do Consulado

A equipa comandada por Pelé derrotou ontem o Consulado de Portugal por 4-1 e garantiu a manutenção no segundo escalão. A derrota acabou com os sonhos de promoção à Liga Elite da formação capitaneada por Vítor Sereno.

0.Fussball

João Santos Filipe

 

A Casa de Portugal garantiu ontem, na última jornada da 2.ª Divisão, a manutenção com uma vitória diante da formação do Consulado de Portugal em Macau e Hong Kong por 4-1, no Campo da Universidade de Ciência e Tecnologia. Ao mesmo tempo, o triunfo dos comandados por Pelé acabou com o sonho da formação capitaneada por Vítor Sereno de garantir a subida à Liga de Elite.

“Foi um jogo muito bom, e o nosso guarda-redes [Ivo Benídio] foi o melhor em campo. Mas o Consulado jogou muito. Foram eles que conseguiram criar as melhor oportunidades e que estiveram por cima. Só que enquanto eles falharam, a nossa equipa concretizou os lances de perigo que teve”, afirmou Pelé, no final do encontro, ao PONTO FINAL.

“Era muito importante a vitória, porque sentimos que fizemos o suficiente para ficar na 2.ª Divisão. É o escalão ideal para nós, porque não temos jogadores profissionais e estamos a fazer com que jovens de 14 e 15 entrem aos poucos na equipa”, acrescentou.

À entrada para a derradeira jornada do Campeoanto, a Casa de Portugal tinha mais dois pontos do que o Cheac Lun, a outra equipa que lutava pela permanência no segundo escalão. Só que com a vitória, a questão ficou logo resolvida, e a equipa orientada por Pelé não precisou de ficar à espera do resultado do adversário, que jogou a seguir.

 

Casa de Portugal mais concretizadora

 

A partida teve um início frenético, e aos 4 minutos Mostapha aproveitou um erro defensivo da formação do Consulado e fez o 1-0. Contudo, Silva não demorou a responder e aproveitou uma bola que sobrou na área da Casa de Portugal para repor a igualdade no marcador, aos 10 minutos.

O golo teve o efeito de tranquilizar em demasia a equipa do Consulado de Portugal, que parecia acreditar que mais tarde ou mais cedo iria acabar por marcar outro tento, somando falhanços perante Ivo Benidio.

Aos 16 minutos, um novo erro defensivo do conjunto capitaneado por Vítor Sereno, colocou a Casa de Portugal novamente na frente, por 2-1. Depois de um primeiro remate, que Juninho defendeu, a defesa do Consulado ficou a dormir, e Marcelino aproveitou para rematar para o 2-1.

No segundo tempo, o Consulado continuou a controlar, mas foi a Casa de Portugal quem marcou. Marcelino surgiu aos 51 minutos ao segundo poste, após marcação de um canto, e fez o 3-1.

Os jogadores do Consulado ainda tentaram reagir e manter vivo o sonho da ascenção ao primeiro escalão, mas acabaram por sofrer o 4-1, já aos 90 minutos, através de Mostapha, quando já só pensavam em atacar.

 

Apesar da derrota, mesmo com um triunfo a subida de divisão para o Consulado não era certa. A promoção estava dependente da perda de pontos dos Serviços de Alfândega diante do Tim Iec. As duas equipas entram amanhã em campo no Estádio da MUST, às 19h00, e ambas têm ainda a possibilidade de subir. Para os Serviços de Alfândega o empate chega. Já o Tim Iec só sobe se vencer.

Quando ainda faltam disputar três jogos para o fim da 2.ª Divisão, H.S. e Alfândega ou Tim Iec sobem à Liga de Elite. Chuac Lun, T.K.K.L. e Ieong Heng descem à 3.ª divisão.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s