LMA dá espaço ao hip hop e R&B malaio no final do mês

O espaço Live Music Association (LMA) recebe a 28 de Julho o projecto “Sweet Summer Sweat”, uma digressão que conta com a participação de Airliftz, Alextbh e Zamaera. Os três artistas ,oriundos da Malásia, vão mostrar ao público do território o melhor do hip hop e do R&B que se faz naquele pais do Sudeste Asiático.

 

Joana Figueira

Os malaios Airliftz, Alextbh e Zamaera vão mostrar, em Macau, o hip hop e o R&B que se produzem naquele país do Sudeste Asiático. O espaço LMA é uma das paragens da digressão “Sweet Summer Sweat”, que arrancou a 20 de Junho último em Pequim e percorre por estes dias outras metrópoles da China Continental. Não é a primeira vez que se apresenta, no LMA, uma banda oriunda da Malásia, mas a cena musical do hip hop malaio estreia-se em absoluto nas instalações da Associação de Música ao vivo no próximo dia 28.

“Eu acho que é muito bom receber este projecto no LMA, uma vez que os músicos apresentam a cena musical do hip hop malaio”, disse Vincent Cheang, fundador e responsável pelo espaço, ao PONTO FINAL. O programa da noite ainda não está totalmente definido, uma vez que Cheang está a ponderar convidar um DJ ou uma banda de hip hop do território.

Airliftz – nome artístico de Aliff Shaharom – passou de vídeos seus, que disponibilizava no YouTube, para o palco onde deu o seu primeiro concerto, no bar de música ao vivo “The Bee”, em menos de nada e desde então tem conhecido uma carreira ascendente. No primeiro concerto ao vivo, Ali apresentou pela primeira vez uma letra da sua autoria, escrita para ser acompanhada pelo som de um dos êxitos do rapper e compositor norte-americano T.I., “Doin’ My Job”. O tema foi tão bem sucedido que lhe abriu as portas para a possibilidade de gravar um disco em nome próprio.

Airliftz tomou o gosto ao hip hop por influência dos irmãos mais velhos, originários da cidade de Kajang, que desde cedo lhe deram a conhecer os maiores sucessos de alguns dos principais intérpretes do género, sendo o norte-americano Tupac um dos exemplos. No passado dia 14, o artista lançou o seu primeiro EP, “BAGEL”, um projecto de cinco canções, no mesmo espaço onde se estreou nas performances ao vivo.

Zamaera é rapper e compositora.  É também, e desde há seis anos, um risto conhecido na indústria do entretenimento, como apresentadora dos canais de televisão locais NTV7 e RTM. Assume como referências artistas como Beyoncé, Lauryn Hill, Azealia Banks e Lady Leshurr, tendo actuado em 2012 pela primeira vez com o rapper Joe Flizzow, um dos mais conhecidos artistas do panorama do rap da Malásia

Recentemente, a artista integrou vários projectos de artistas locais e concorreu à competição de “rap” “Red Bull Blend’s Cypher Decider 2016”, em Dezembro, tendo enfrentado meia centena de concorrentes do sexo masculino. Actualmente, luta por uma carreira na música e Macau será um dos pontos, entre outros, onde Zamaera se apresentará ao longo deste ano enquanto rapper e cantora a solo.

 

Já na música de Alextbh, são perceptíveis as influências de Flume, Jamie xx e dvsn. Radicado em Kuala Lumpur, Alextbh é produtor, cantor e compositor, criando música ambiente que emerge da dança electrónica e do R&B. Quatro meses depois de ser lançado, o EP intitulado “alive” conseguiu mais de 20 mil reproduções no “Spotify” em menos de dois meses e o single homónimo mereceu destaque na tabela Met10 da rádio malaia Hitz.fm, em Novembro de 2016. Seguiu-se a música “Stoop So Low”, que ultrapassou as 200 mil reproduções, também no Spotify, em dois meses.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s