Escavação arqueológica recupera mais de 50 mil objectos no Palácio de Verão

Mais de 50.000 objectos foram descobertos numa escavação arqueológica no Palácio de Verão, o antigo jardim real da Dinastia Qing (1644-1911) em Pequim, informou esta terça-feira o jornal oficial Global Times.

Num comunicado, citado pelo jornal chinês, responsáveis do Palácio de Verão afirmaram ter encontrado uma cabeça de elefante banhada em ouro, peixes de bronze, jade e porcelana chinesa, entre outros objectos.

Uma equipa de quase uma centena de pessoas da Universidade Tsinghua, no norte de Pequim, foi encarregada de restaurar o aspecto original de 60 por cento dos objectos encontrados, graças ao uso de uma técnica de realidade virtual e de mais de 10.000 documentos históricos.

“A exposição destes objectos culturais também deve despertar sentimentos patrióticos entre os chineses, porque podem ver o quão glorioso era o nosso país e como essa glória foi pisada pelos invasores”, assinalou o professor de arquitectura antiga da Universidade de Pequim Tian Li, citado pelo Global Times.

O Palácio de Verão era utilizado como um jardim pela realeza durante a Dinastia Qing, mas foi parcialmente destruído por tropas britânicas e francesas durante a Segunda Guerra do Ópio (1856-1860).

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s