Serviços de Saúde detectaram 3900 infracções à Lei do Tabaco até Junho

Na primeira metade do ano foram detectadas 3900 infracções à lei do tabaco que resultaram na dedução de acusações por parte das autoridades. A informação foi revelada pela Direcção dos Serviços de Saúde, que explicou que 3894 infracções se ficaram a dever a situações em que as pessoas fumavam em locais proibidos e seis por venda de produtos de tabaco que não satisfaziam as normas de rotulagem.

Entre Janeiro e Junho deste ano, foram realizadas 170 272 inspecções a diferentes estabelecimentos, o que significa uma média diária de 941 inspecções. Num total de cem casos, os inspectores dos Serviços de Saúde tiveram de pedir o auxílio das forças de segurança.

Os principais infractores são os residentes de Macau, que representam 51,8 por cento dos casos, seguidos pelos turistas, 42,7 por cento, e por trabalhadores não-residentes, em 5,4 por cento.

Em relação aos locais onde as infracções foram detectadas, na frente da tabela estão os parques, jardins e zonas de lazer com 17,3 por cento dos casos, seguidos por abrigos afectos a veículos de transportes colectivo de passageiros, com 13,1 por cento, e lojas e centro comerciais, com 10,3 por cento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s