Carrie Lam empossada entre recados e protestos

Xi Jinping empossou no sábado Carrie Lam como chefe do quinto Executivo da vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong. O Presidente chinês inspecionou as obras da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, antes de regressar a Pequim ao início da tarde.

 

1.Xi

O Presidente chinês, Xi Jinping, empossou no sábado a nova chefe do Executivo de Hong Kong, Carrie Lam, primeira mulher a exercer o cargo, numa cerimónia em que deixou vários recados à população da antiga colónia britânica.

Depois da tomada de posse da Chefe do Governo, os titulares dos principais cargos do governo prestaram juramento perante Carrie Lam, sob o olhar do líder máximo da República Popular da China.

Mais de dois mil convidados assistiram à cerimónia de investidura do quinto executivo da Região Administrativa Especial de Hong Kong desde transferência de soberania do Reino Unido para a China, a 1 de Julho de 1997.

O chefe do Executivo de Macau, Chui Sai On, esteve entre os convidados oficiais, bem como secretário para a Economia e Finanças, Lionel Leong e a secretária para a Administração e Justiça, Sonia Chan.

Durante a manhã, decorreu a cerimónia do hastear das bandeiras da China e de Hong Kong, a marcar o 20.º aniversário da transferência, na praça Bauhinia, no centro da cidade.

A algumas ruas de distância, a polícia deteve o deputado Leung Kwok-hung, conhecido como “Long Hair” (“Cabelo Comprido”), da Liga dos Sociais-Democratas, o líder do partido Demosisto, Joshua Wong, e vários outros intervenientes num protesto pró-democracia que decorria em Wan Chai, segundo a Rádio e Televisão Pública de Hong Kong (RTHK). Os manifestantes pediam a libertação incondicional do Prémio Nobel da Paz 2010 Liu Xiaobo, detido no Continente. Condenado em 2009 a 11 anos de reclusão por subversão, Liu Xiaobo, de 61 anos, saiu da prisão em liberdade condicional para tratamento médico, depois de lhe ter sido diagnosticado, em Maio, um cancro do fígado em fase terminal.

A visita de três dias que o Presidente chinês efectuou à vizinha Região Administrativa Especial terminou com Xi a efectuar uma inspeção aos trabalhos da futura ponte Hong Kong-Macau-Zhuhai, indicou também a RTHK. O mega-projecto, que se prevê ser a maior travessia do mundo sobre o mar, tem registado derrapagens orçamentais e acidentes industriais e, no mês passado, o governo de Hong Kong anunciou que a empresa contratada para realizar testes de segurança ao betão usado na ponte apresentou mais de 200 resultados falsificados. Depois da visita à ponte, Xi dirigiu-se ao Aeroporto de Chek Lap Kok, tendo deixado o território vizinho cerca das 13:00, a bordo de um avião da Air China, acrescentou.

No discurso que proferiu após ter empossado a nova chefe do Executivo,

Carrie Lam, Xi considerou “absolutamente inadmissível” qualquer “tentativa que ponha em perigo a soberania e segurança da China, desafie o poder do Governo central e a autoridade da Lei Básica de Hong Kong”.

Numa aparente referência aos protestos pró-democracia e pró-independência, registados nos últimos anos em Hong Kong e também durante a sua visita, o Presidente chinês declarou: “Criar deliberadamente divergências políticas e provocar a confrontação não vai resolver os problemas. Pelo contrário, só vai impedir gravemente o desenvolvimento económico e social de Hong Kong”, considerou

 

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s