Autoridades chinesas revêem número de desaparecidos na aldeia de Xinmo

3.Xinmo.jpg

O número de pessoas desaparecidas no deslizamento de terras que atingiu a aldeia de Xinmo, na província continental de Sichuan, no sábado passado, passou de 93 para 73 pessoas, anunciaram ao final do dia de segunda-feira as autoridades chinesas. Mais de 20 pessoas estão “sãs e salvas”, de acordo com as autoridades locais.

A nova contagem foi estabelecida pelas autoridades depois de visitarem as famílias e pela “verificação do registo civil, assim como das listas recebidas por telefone”, mas não indicaram se algumas pessoas foram retiradas debaixo dos escombros ou se foram dadas como desaparecidas, por engano.

Após o desabamento de sábado, a agência de notícias Xinhua informou sobre a ocorrência de um segundo deslizamento de terras que ocorreu na segunda-feira pelas 11:00  e que afectou a mesma aldeia.

Os acessos foram cortados por precaução na segunda-feira e as equipas de resgate, que procuram sobreviventes desde domingo, foram evacuadas como medida de prevenção.

Não houve vítimas neste segundo deslizamento e o número oficial de mortes continua a ser dez.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s