Cinema do Bangladesh em destaque em Lisboa

26masud-obit-photo-jumbo

 

A primeira edição da Cinemela – Mostra de Cinema Sul Asiático, dedicada ao Bangladesh e com uma homenagem ao realizador Tareque Masud, decorre entre sexta-feira e domingo, no cinema São Jorge, em Lisboa, foi ontem anunciado.

“A Cinemela (palavra que deriva da confluência de ‘cinema’ com ‘mela’, palavra comum no Sul Asiático para designar ‘festa’) convida as comunidades sul asiáticas a virem à Avenida da Liberdade para reverem alguns dos sucessos cinematográficos dos seus países. Ao público português e estrangeiro damos a oportunidade de conhecer e de se apaixonar por linguagens cinematográficas além Europa”, refere a produtora Vila do Cinema, que organiza a mostra, num comunicado divulgado esta segunda-feira.

Ao longo de três dias, serão exibidos “filmes de ficção, sucessos de bilheteira, obras premiadas, cinema documental e curtas metragens” e “abre-se espaço aos novos e jovens realizadores Sul Asiáticos”.

A primeira edição da “única iniciativa em Portugal dedicada exclusivamente ao cinema desta região” é dedicada ao Bangladesh, no ano em que se comemoram os 500 anos da relação entre Portugal e o Bangladesh: “Em cada uma das edições será dado destaque ao cinema de um país diferente. Em função da escolha deste ano, é prestado um pequeno tributo ao galardoado e excelente Tareque Masud, realizador de ‘The Clay Bird’, que se tornou na primeira obra cinematográfica bangladeshiana a competir para os Óscares da Academia, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro”, refere a organização.

De Tarque Masud, será exibido o filme “Runway”, no domingo, às 19:00, horário local, seguido de uma apresentação do professor José Mapril do Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA).

Todas as longas-metragens exibidas no festival são do Bangladesh, exceptuando o documentário “Lyari Notes”, realizado pela paquistanesa Maheen Zia e pela indiana Chandy Menacherry, que “acompanha quatro raparigas ao longo de três anos e o percurso que fazem de Lyari – o bairro mais perigoso de Carachi (Paquistão) – até à escola onde frequentam aulas de música”. Este filme é exibido no sábado, pelas 19:00.

A programação arranca na sexta-feira, 30 de Junho, às 16:30, e termina no domingo, 2 de Julho, às 21:30, com a exibição da longa-metragem “Aynabai”, de Amitabh Reza Chowdhury, que conta a história de Ayna, um actor que tem na prisão o seu palco: “Ayna encarna, a troco de dinheiro, a personagem de um poderoso condenado, ocupando o lugar dele na cadeia. Esta estranha profissão nasce de uma sociedade que não lhe dá espaço para actuar, tendo de se limitar a fazê-lo na realidade”, lê-se na programação do festival.

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s