MGM defende modernização do processo de atribuição de licenças de restaurantes

O presidente da comissão executiva da MGM China afirmou ontem que está na altura do Governo actualizar os procedimentos de atribuição das  licenças de operação de restaurantes. Grant Bowie defende que é a única forma de responder às necessidades de um indústria em rápida expansão.

1.MGM.JPG

João Santos Filipe

O presidente da comissão executiva da operadora de jogo MGM China, Grant Bowie, defendeu este domingo que está na altura de actualizar os procedimentos seguidos pela Direcção de Serviços e Turismo (DST) para atribuição de licenças no domínio da restauração. As palavras do responsável da operadora de jogo foram proferidas ontem à margem da abertura de um novo Centro de Ensino do Exército de Salvação: “Reconheço que está na altura de modernizarmos algumas das nossas políticas e procedimentos porque muitos já estão em vigor há 20 ou 30 anos”, afirmou Grant Bowie, após ter sido questionado sobre o processo de atribuição de licenças para restaurantes junto da DST.  “A actualização dos procedimentos é algo que também ajudaria os próprios trabalhadores do Governo, dada a natureza desta indústria que está em rápida expansão”, frisou.

A questão das licenças dos restaurantes surgiu na semana passada, depois de ter vindo a público que 13 restaurantes operavam sem licença no espaço SoHo, que fica situado no resort City of Dreams, da operadora Melco. Além disso, a Direcção dos Serviços de Solos está actualmente a tratar de outros cinco casos de restaurantes sem licenças na Broadway, espaço controlado pelo Grupo Galaxy Entertainment.

Sobre a abertura do novo empreendimento, o MGM Cotai, Grant Bowie explicou que ainda não há data de abertura, que esta está prevista para a segunda metade deste ano e que ainda não foram atribuídas todas as licenças necessárias: “Temos uma série de datas para a abertura, mas nesta altura em que estamos a falar isso depende mesmo de ter todas as licenças necessárias e obviamente que não vamos abrir sem ter todas as licenças”, explicou o presidente da comissão executiva da MGM China.

Em relação à contratação de mão-de-obra, Bowie declarou que a MGM não está a encontrar problemas. Contudo, realçou que ainda é cedo e que podem ser encontrados obstáculos nesse aspecto com a aproximação ao dia de abertura.

 

Exército de Salvação abriu Centro de Ensino

 

Ontem à tarde realizou-se a cerimónia de abertura do Centro de Ensino da Associação Exército de Salvação, que fica situado na Praceta da Solidariedade, na zona da Areia Preta. Um dos principais objectivos deste centro passa por apoiar estudantes com necessidades especiais.

Já em relação aos cursos de Verão disponíveis para estudantes com necessidades especiais, foram aceites inscrições de cerca de 40 alunos, o que faz com que já não haja vagas: “Isto mostra que os cursos são muito bem recebidos pela comunidade local. No futuro vamos tentar aumentar o número de vagas disponíveis”, afirmou, ao PONTO FINAL, Carl Cheng, director dos Serviços de Educativos do Exército de Salvação de Hong Kong e Macau.

A cerimónia de abertura do centro ficou ainda marcada pela entrega de um cheque no valor de 2,98 milhões de patacas por parte da MGM China à associação.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s