Rodolfo Ávila em Guiyang para aprender depressa e amealhar pontos  

 

A edição de 2017 do Campeonato de Chinês de Carros de Turismo visita este fim-de-semana o Circuito de Guiyang. Rodolfo Ávila aposta tudo na possibilidade de pontuar, de forma a manter-se na luta pelo título.

1.Avila.jpg

 

João Santos Filipe

O Campeonato Chinês de Carros de Turismo (CTCC) visita este fim-de-semana o circuito de Guiyang, na Província de Guizhou, e para Rodolfo Ávila o objectivo passa por ficar entre os cinco primeiros nas duas corridas, de forma a amealhar o máximo de pontos.

“Espero conseguir melhores resultados do que na ronda anterior [7.º e 6.º] e acumular pontos para a equipa. É muito importante pontuar constantemente entre os cinco primeiros ao longo da temporada, porque isso permite-nos chegar ao final do campeonato num boa posição para lutar pelo título”, disse ontem Rodolfo Ávila, ao PONTO FINAL.

Decorridas que estão as duas primeiras rondas do CTCC, o piloto da Racing SVW333 ocupa  a quinta posição do campeonato, a oito pontos do líder Zhu Da Wei. Nesta altura, a estratégia gizada pelo piloto passa por evitar problemas e amealhar pontos: “É uma aposta na regularidade porque este campeonato tem muito contacto e podem perder-se pontos facilmente. Há pilotos que conseguem somar muitos pontos numa prova, mas depois na outra não terminam”, frisou.

Inaugurada em 2016, a pista de Guizhou vai ser um desafio para o piloto de Macau, que se vai apresentar ao volante de um VW Lamando. Ávila vai tomar o pulso a um circuito em que nunca competiu e cumprir a sessão de qualificação de uma assentada: “Vai ser a primeira vez que vou correr neste circuito e tenho de aprender a pista o mais rapidamente possível. Temos duas sessões de treinos livres, que são no sábado, no mesmo dia da qualificação, por isso é preciso aprender tudo à pressa”, explicou.

Como forma de preparação, Ávila viu os vídeos dos colegas que no ano passado competiram no traçado de 2,198 quilómetros, destacando a largura da pista: “É um circuito onde nunca guiei, apenas vi alguns vídeos nesta pista dos meus colegas de equipa. É um circuito pequeno mas largo, com uma mistura de curvas rápidos com outras algo mais lentas”, apontou.

Na última prova, o piloto de Macau sentiu dificuldades no carro ao nível do diferencial e da gestão dos pneus. Contudo, para esta ronda e depois das alterações feitas pelas esquipa, há a esperança que os problemas estejam ultrapassados: “Por agora parece que está tudo bem com o diferencial, houve algumas mudanças às afinações e estou ansioso para entrar dentro do carro e ver se estas alterações fazem uma grande diferença, ou se ainda temos muito trabalho pela frente”, admitiu.

Em relação à concorrência, Rodolfo Ávila aponta os pilotos da KIA – apesar dos problemas que os carros têm tido ao nível do motor –  e os Ford.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s