Associação de empresários quer acelerar ritmo dos contactos entre Portugal e a China

3.Carvalho Neto

A Associação de Jovens Empresários Portugal-China (AJEPC), que até sexta-feira dinamiza em Matosinhos um fórum/feira internacional, quer “criar um ritmo de actividades” que inscreva Portugal no mercado mundial, contrariando a imagem de país periférico da Europa.

Em declarações à agência Lusa, à margem da sessão de abertura da FIN 2017 – Feira & Fórum Internacional de Negócios – China e Países de Língua Portuguesa e Espanhola, o presidente da AJEPC, Alberto Carvalho Neto, disse acreditar que “Portugal pode ter um espaço muito mais forte, deixando de estar na periferia da União Europeia e passando a ser um centro de uma relação ibero-afro-americana”.

Alberto Carvalho Neto anunciou que o fórum/feira internacional FIN, que ontem teve início em Matosinhos, distrito do Porto, terá sequência quer em Macau, em Outubro, quer no Brasil, em 2018, tendo como objectivo “marcar o calendário dos empresários”:

“A FIN acaba por ser um evento de triangulação da lusofonia em que ambicionamos criar grandes marcos na história com eventos concretos e datas específicas de forma a que o tecido empresarial saiba exactamente onde se pode reunir dentro destas plataformas”, disse o responsável.

A expectativa da AJEPC é realizar a FIN no Porto todos os anos – este é o de arranque – em Junho, levando-a para Macau em Outubro, onde integrará a MIF2017-Feira Internacional de Macau e completando o “ciclo” em São Paulo, Brasil, “em princípio em finais de Março”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s