Pedrógão Grande: Macau mobiliza-se para ajudar

O incêndio que no sábado fez mais de seis dezenas de vítimas no concelho de Pedrógão Grande deu origem a uma onda de solidariedade em Portugal. Macau não ficou indiferente aos trágicos acontecimentos do fim-de-semana e ontem a Casa de Portugal anunciou a abertura de uma conta no Banco Nacional Ultramarino para receber donativos de apoio às vítimas. Em Portugal foram criadas contas solidárias, fundos de ajuda e também agendados concertos de solidariedade.

Forest fire in Pedrogao Grande

A Casa de Portugal em Macau (CPM) anunciou ontem a abertura de uma conta no Banco Nacional Ultramarino (BNU) – com o número 9014444997 – para angariar donativos para as vítimas do incêndio que, no fim-de-semana, causou a morte a mais de seis dezenas de pessoas no concelho de Pedrógão Grande. Amélia António, presidente da colectividade, sublinha o carácter urgente da iniciativa e desvalorizou o facto de não ter sido definido um limite temporal para a angariação dos donativos: “Tudo isto está a acontecer muito em cima dos acontecimentos. Para já, o que é preciso é reagir e fazer alguma coisa”, indicou a dirigente. “À medida que as notícias aparecerem de Portugal anunciar-se-á uma data para o fecho da conta e para a transferência do fundo”, complementa Amélia António.

Por decidir, adianta a presidente da Casa de Portugal, está também a entidade ou organização para a qual o montante angariado será canalizado: “É preciso começar a agir mas não podemos neste momento estar a ir muito longe sem perceber como é que as coisas vão evoluir”, diz Amélia António.

O Consulado Geral de Portugal em Macau e Hong Kong disponibiliza desde o dia de ontem e durante o dia de hoje, entre as 10h e as 16h30, um livro de condolências “a todos aqueles que desejem manifestar o seu pesar pelos que perderam a vida e restantes vítimas deste terrível desastre”, sublinha a mensagem deixada na página do Facebook da representação diplomática portuguesa no território.

Em Portugal, uma primeira onda de solidariedade teve como alvo os bombeiros que durante todo o fim-de-semana combatiam os fogos que deflagraram nos distritos de Leiria, Coimbra e Castelo Branco. Nas redes sociais partilharam-se pedidos de alimentos, água e também medicamentos que a população pode fazer chegar a corporações de bombeiros e a entidades de solidariedade social que se associaram à causa.

A resposta dos portugueses foi de tal forma elevada que na noite de Domingo a ministra da Administração Interna pediu para não serem entregues mais alimentos uma vez que “as necessidades para já estão cobertas”: “Quero fazer um apelo, porque o facto de as pessoas estarem a dar muitos mantimentos e alimentação está a causar algumas dificuldades de logística”, disse Constança Urbano de Sousa, citada pelo semanário Expresso, que não deixou de agradecer “a enorme vaga de solidariedade” dos portugueses.

A Fundação Gulbenkian constituiu um fundo com uma dotação inicial de 500 mil euros para apoiar as organizações da sociedade civil da região que apresentem propostas adequadas às necessidades das populações afectadas pelo inferno que durante o fim-de-semana se abateu sob a zona centro do país. Várias instituições bancárias decidiram também juntar-se à causa, ao abrirem contas solidárias. O Grupo Montepio, a Caixa Geral de Depósitos e o Novo Banco têm actualmente abertas contas solidárias, o mesmo sucedendo com a Caritas portuguesa.

No domingo o bastonário da Ordem dos Médicos tinha lançado um apelo aos profissionais de saúde e o repto obteve resposta de mais de uma centena de médicos, avançou ontem a agência Lusa: “Temos de salvar vidas, apoiar as famílias e os traumatizados e conseguir resolver os casos das pessoas que morreram. É um momento especial em que o país tem de mostrar uma grande solidariedade. É uma verdadeira catástrofe de graves dimensões com perda de vidas e consequências psicológicas para as famílias”, disse Miguel Guimarães à Lusa.

 

CVN

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s