Festival de Cinema de Sydney terminou ontem com cinco produções portuguesas em cartaz

3.Sao Jorge.jpg

Quatro filmes portugueses e uma co-produção envolvendo financiamento português, entre os quais “Ama San” e “São Jorge”(o filme que venceu a edição ianugiral do Festival Internacional de Cinema de Macau) foram seleccionados para o festival de Cinema de Sidney, na Austrália, que terminou ontem.

O festival abriu no passado dia 7 e apresentou, fora de competição, as longas-metragens “São Jorge”, de Marco Martins, e “O ornitólogo”, de João Pedro Rodrigues, já estreadas em Portugal e que prosseguem agora o seu caminho internacional.

A estes filmes, o festival de Sidney juntou ainda “A floresta das almas perdidas”, de José Pedro Lopes, que se estreou este ano no Fantasporto e só chegará às salas portuguesas de cinema após o Verão.

Na Austrália esteve também o documentário “Ama-San”, de Cláudia Varejão, num programa dedicado a vozes femininas da Europa, e “Porto”, filme do realizador brasileiro Gabe Klinger, rodado em 2015 no Porto, co-produzido por Portugal.

O Festival de Cinema de Sidney, que existe há mais de 60 anos, atribuiu o prémio máximo, em 2015, ao tríptico “As mil e uma noites”, de Miguel Gomes, e a “Aquarius”, do brasileiro Kléber Mendonça Filho, em 2016.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s