Benfica vence C.P.K e recupera liderança da Liga de Elite

Num desafio em que o resultado se afigurou – pelo menos para às águias do território – melhor do que o espectáculo, o Benfica recuperou a liderança da principal prova do futebol de Macau. No sábado, no Estádio da Taipa, derrotou o Chao Pak Kei por duas bolas a zero, com golos apontados por Marco Meireles e por Leonel Fernandes.

 

1.Sports Happy Macau.jpg

Foto: Sports Happy Macau;

Marco Carvalho

A Casa do Sport Lisboa e Benfica de Macau voltou a apanhar ao início da noite de sábado o comboio da liderança da edição de 2017 da Liga de Elite, ao derrotar o Chao Pak Kei por duas bolas a zero, num desafio que se disputou inteiramente sob chuva no Estádio Olímpico da Taipa.

Numa noite quente, o tricampeão Benfica e o líder Chao Pak Kei (a formação orientada por Leung Kuai Sang dispunha de um ponto de vantagem sobre o onze encarnado à entrada para a 16ª jornada) protagonizaram um arranque morno de partida, como as duas formações a procurarem sobretudo apalpar terreno em relação à estratégia do adversário. O desafio permaneceu enfastiante e sem grandes motivos de interesse até aos vinte minutos de jogo, altura em que o grupo de trabalho às ordens de Henrique Nunes começou a chamar a si alguma preponderância ofensiva, com incursões cada vez mais frequentes ao último reduto adversário.
A Nicholas Torrão, aos 23 minutos, pertence um dos primeiros lances de perigo da partida. O dianteiro, internacional pela selecção do território, respondeu com um bom cabeceamento a um pontapé de canto apontado por Edgar Teixeira, mas falhou o enquadramento com a baliza à guarda de Lo Weng Hou. O avançado do Benfica repetiu o gesto cinco minutos depois, ainda que com o mesmo desfecho.

Foi necessário esperar dez minutos mais para ver o cerco à baliza do Chao Pak Kei adensar-se e Lo Weng Hou mostrar trabalho. Aos 38 minutos, o guarda-redes da formação orientada por Leung Kuai Sang respondeu com uma intervenção atenta a um remate desferido de fora da área – e com a parte de fora do pé – por Leonel Fernandes. Dois minutos depois é Cuco quem se coloca em evidência: o médio do Benfica tenta surpreender Lo Weng Hou com um remate cruzado, mas o esférico acaba por sobrevoar o ferro da baliza do C.P.K e embater na malha superior da baliza.

Senhor do jogo, o Benfica bombardeia o último reduto do adversário com tal intensidade, que o golo que se faz há muito anunciado, acaba mesmo por surgir. Antes ainda, de celebrar, os poucos adeptos encarnados que se deslocaram ao Estádio da Taipa viram Leonel Fernandes rematar, aos 39 minutos, à imagem de Lo Weng Hou e falhar o enquadramento com a baliza do Chao Pak Kei quatro minutos depois. O tento dos tricampeões do território acaba por surgir no último minuto do primeiro tempo, de forma um tanto ou quanto inesperada: na concretização de um lançamento de linha lateral, Amâncio Goítia coloca a bola em Marco Meireles, à entrada da pequena área da formação alvinegra. Liberte de oposição, o médio enche o pé e remata para o fundo das redes do C.P.K.

Quebrado o enguiço, o Benfica poderia ter marcado o segundo dois minutos depois, ainda no primeiro tempo: Edgar Teixeira aponta novo pontapé de canto e serve Nicholas Torrão para um cabeceamento com peso, conta e medida, mas o esforço do internacional do território falhou o enquadramento com a baliza de Lo Weng Hou. O dianteiro volta a estar em destaque aos três minutos da etapa complementar, ao falhar a emenda a um cruzamento quando apenas tinha pela frente o guarda-redes adversário.

A perder pela margem mínima, o Chao Pak Kei tentou esboçar uma resposta, mas o esforço revelou-se tímido: Diego Patriota foi, aos 55 minutos, responsável por um dos poucos remates dignos de nota por parte do Chao Pak Kei. O médio brasileiro recebe o esférico ao meio-campo, deixa para trás meia defesa adversária e remata fraco, para uma defesa fácil de Ladislau Batista.

Aos 71 minutos, Bruno Nogueira volta a incomodar o guarda-redes do Benfica, na cobrança de um livre directo, mas, atento, Batista volta a responder com uma defesa atenta. Dois minutos depois foi a vez de Lo Weng Hou mostrar trabalho, ao travar com uma intervenção apertada um remate de Edgar Teixeira. O médio encarnado voltou a estar em destaque aos 84 minutos, ao ser derrubado em falta por Vítor Almeida, no último reduto do Chao Pak Kei. Chamado a cobrar a grande penalidade, Leonel Fernandes não comprometeu e confirmou o regresso do Benfica à liderança da classificação da Liga de Elite, quando faltam apenas duas jornadas para o fim da principal prova do futebol do território.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s