Zonas urbanas nos novos aterros poderão fornecer 54 mil fracções, diz DSSOPT

6536012

As zonas residenciais urbanas que vão ser construídas nos novos aterros deverão disponibilizar 54 mil novas fracções habitacionais, das quais 28 mil estarão enquadradas nas políticas de habitação pública definidas pelo Governo. A garantia é reiterada pela Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes na resposta a uma interpelação escrita dirigida ao Executivo por Ng Kuok Cheong.

No documento, o deputado perguntava sobre os planos do Governo para construir 28 mil fracções de habitação pública nas novas zonas urbanas do território. Na resposta, a DSSOPT compromete-se com a medida, lembrando que os novos aterros deverão permitir a construção de 54 mil novas fracções, 28 mil das quais de cariz social e económica. O estatuto das restantes 26 mil deverá ser conhecido no futuro.

Ng Kuok Cheong quis ainda saber se o princípio “terras de Macau para pessoas de Macau” vai ou não ser aplicado nos novos aterros urbanos e se o Executivo tenciona criar ou não “um mecanismo para separar os especuladores dos proprietários”. A Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes respondeu que não possui quaisquer informações sobre a matéria.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s