Macao Water: Taxa de Serviço vai aumentar mais de 17 por cento até 2019

O Governo anunciou ontem que acordou aumentar progressivamente até 2019 a taxa de serviço paga à Sociedade de Abastecimento de Águas de Macau. Apesar de exponencial, o aumento é inferior ao pedido pela empresa responsável pelo abastecimento e a distribuição de água no território.

1.-water

 

 

A taxa de serviço pelo abastecimento de água vai ter um aumento médio anual de 5,9 por cento até 2019, ou seja acima de 17 por cento no total, anunciou ontem a Direcção dos Serviços de Assuntos Marítimos e de Água (DSAMA). A medida entra em vigor após o despacho que a formaliza ser publicado em Boletim Oficial. A partir de então, a taxa de serviço cobrada pela Macao Water passa a ser de 5,45 patacas por metro cúbico, o que corresponde a um aumento de 33 avos.

Em Janeiro de 2018, a taxa de serviço passa a ser de 5,77 patacas por metro cúbico, o que corresponde a um aumento de 32 avos, e em Janeiro de 2019 atinge as 6,08 patacas, num encarecimento que esconde um outro aumento de 31 avos.

De acordo com a DSAMA, a medida serve o propósito de financiar a construção da Estação de Tratamento de Água de Seac Pai Van, que vai ter um custo de mil milhões de patacas. As alterações ao preço são justificadas com encargos para a Macao Water superiores ao investimento previsto no contrato de concessão.

A Sociedade de Abastecimento de Águas de Macau (SAAM) pretendia um aumento médio anual de 6,2 por cento a fim de “equilibrar o encargo” relacionado com a construção da Estação de Tratamento de Água de Seac Pai Van, na ilha de Coloane, cujo orçamento total é de aproximadamente mil milhões (110 milhões de euros), “um montante consideravelmente superior ao de investimento previsto no contrato de concessão”, reitera a DSAMA.

A nova estação visa “atender ao consumo crescente de água nas ilhas [da Taipa e Coloane] e garantir a segurança de abastecimento de água”, indicou a DSAMA, detalhando que a actual capacidade na Estação de Tratamento de Água de Coloane é inferior a 30 mil metros cúbicos/dia, pelo que o fornecimento de aproximadamente 90 por cento da água consumida nas ilhas é garantido pela península de Macau.

Segundo a DSAMA, nos últimos anos, o crescimento demográfico e o desenvolvimento económico fizeram aumentar o consumo de água nas ilhas, entre as quais se situa, aliás, a ‘strip’ de casinos do Cotai, prevendo-se que, em 2019, atinja 150 mil metros cúbicos/dia no período de pico.

Segundo a Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC), o consumo total de água aumentou 2,1 por cento em 2016 para 86.703.000 metros cúbicos.

O consumo comercial e industrial de água (44.173.000 metros cúbicos) aumentou 2,4 por cento, o doméstico (36.976.000 metros cúbicos) subiu 1,8 por cento e o dos departamentos públicos (5.553.000 metros cúbicos) 1,5 por cento, de acordo com os mesmos dados.

A SAAM, estabelecida em 1935, obteve lucros de 65 milhões de patacas  no ano passado, menos 6 por cento face a 2015.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s