Passagem do poeta por Macau ainda hoje não é consensual

 

1.Marco Carvalho

Se por um lado, não há dúvidas que Luís de Camões é um poeta celebrado em Macau, por outro, a passagem do escritor pelo território está longe de ser consensual. Entre o mito e a verdade, as opiniões dividem-se e as poucas certezas que existem é que o poeta desempenhou as funções de provedor dos defuntos e ausentes no Sul da China. Este foi um cargo no qual teve de zelar pelos interesses de titulares de bens que não estavam em condições de cuidar desse património devido a doença, morte, ausência ou outras razões.

“Eu acredito que ele esteve em Macau, mas não sei justificar a crença com provas históricas. É como se me perguntar se D. Afonso Henriques venceu a batalha de São Mamede contra a mãe tal e qual da forma como se conta… São mitos em que vamos acreditando por questões de referência cultural”, disse Miguel de Senna Fernandes, ao PONTO FINAL. “Sou um acérrimo defensor das correntes que dizem que ele esteve em Macau”, complementa em tom divertido. “Mas também é importante compreender que a presença em Macau de Luís de Camões, mesmo como mito, não perde o valor como referência cultural”, defende.

Já o professor do IPM, Carlos André, com trabalhos publicados sobre o autor, admite a passagem por Macau, mas levanta dúvidas: “É difícil de acreditar nisso porque não deixou praticamente rasto. Macau é apenas mencionado uma vez em todas a obra d’Os Lusíadas”, sustenta.

“Mas Luís de Camões foi provedor dos defuntos e ausentes no Sul da China e é provável que tenha passado por Macau quando desempenhou funções públicas nessa área”, apontou.

Por sua vez, Yao Jingming, director do departamento de português da Universidade de Macau, diz que para tomar uma posição precisa de encontrar mais fundamentos históricos, mas à imagem de todos os entrevistados pelo PONTO FINAL, desvaloriza a questão: “Isso é um trabalho para os historiadores, e a mim não me interessa muito apurar a verdade. O mais importante é que a presença dele está em Macau e  que o trabalho dele continue connosco”, sublinhou.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s