Procriação medicamente assistida: Governo investiga três clínicas

3c. Procriacao.jpg

A Direcção dos Serviços de Saúde conduziu ontem sete acções de inspecção a outras tantas unidades privadas de prestação de cuidados de saúde, tendo detectado em três dos estabelecimentos investigados aparelhos e fármacos utilizados em processos de procriação medicamente assistida.

Numa conferência de imprensa organizada ao início da noite de ontem, a Direcção dos Serviços de Saúde lembra que não há actualmente no território qualquer entidade privada autorizada a proceder à procriação medicamente assistida, noticiou a Rádio Macau.

Leong Pui San, especialista dos Serviços de Saúde, explicou que o Governo agiu em defesa do princípio da saúde pública e esclareceu que o organismo vai continuar a investigar o caso. A Direcção dos Serviços de Saúde não exclui a possibilidade de poder vir a cancelar a licença das clínicas caso se comprovem as suspeitas.

A procriação medicamente assistida, lembra a Rádio Macau, não está regulada por lei no território, mas existem orientações da Direcção dos Serviços de Saúde que conformam a prática. As entidades privadas só podem praticar procriação medicamente assistida após a obtenção da devida autorização, caso a caso.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s