Hong Kong vai estender testes a viaduto da travessia do Delta

1.Ponte Arquivo.jpg

O Executivo da antiga colónia britânica anunciou ontem que vai realizar um teste de carga no viaduto que liga a RAEHK ao troço principal da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau. O Governo da vizinha Região Administrativa Especial anunciou ainda a intenção que vai submeter a travessia e todas as estruturas de apoio a uma avaliação geral.

 

 

O governo da vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong disse esta segunda-feira que os testes estruturais que têm como alvo a Travessia do Delta prosseguem e que está a ser planeado realizar um teste de carga no viaduto de 9,4 quilómetros que liga a antiga colónia britânica à parte principal da Ponte.

Num documento submetido ao Conselho Legislativo (LegCo) antes de uma reunião especial do painel de transporte sobre a ponte, o departamento de Transportes e Habitação disse que os testes de ‘stress’ realizados até à data à ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau não detectaram quaisquer falhas, informou a Rádio e Televisão Pública de Hong Kong (RTHK).

O projecto da ponte do Delta viu-se envolvido num escândalo de segurança, depois de a 24 de Maio a agência anti-corrupção de Hong Kong ter detido 21 funcionários de uma empresa contratada pelo Governo, acusada de falsificar testes ao betão usado na ponte que vai ligar o território a Zhuhai e a Macau.

O departamento de Transportes disse também que designou um consultor para dirigir uma avaliação completa à ponte e respectivas ligações rodoviárias, a concluir em Outubro.

A ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau é um projecto tripartido que envolve o governo central e os executivos das respectivas regiões administrativas especiais chinesas.

Cada uma das partes é responsável pelos encargos da construção do posto fronteiriço e da ligação à sua fronteira, enquanto a construção da ponte é suportada em conjunto, cabendo a Macau a menor participação no projecto global.

O fundo de investimento da ponte é de 15,73 mil milhões de yuan, sendo a proporção repartida em 44,5 por cento pela China, 42,91 por cento por Hong Kong e 12,59 por cento por Macau. Até ao final de Maio, o governo de Macau contribuiu com 1,98 mil milhões de yuan, segundo informação divulgada em comunicado.

Iniciadas em Dezembro de 2009, as obras de construção da ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, com um comprimento de 29,6 quilómetros, deviam ter terminado em 2016 e não foi acordada ainda uma data entre as três jurisdições para a abertura da estrutura.

A ponte começa em San Shek Wan, na ilha de Lantau (Hong Kong), e atravessa o Delta do Rio das Pérolas até Zhuhai e Macau.

Parte da travessia será realizada através de um túnel subaquático de 6,7 quilómetros, que irá operar a ligação entre duas ilhas artificiais, uma junto ao Aeroporto internacional de Hong Kong e outra entre Zhuhai e Macau.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s