Números de convenções e exposições subiu no primeiro trimestre

 

19th-macau-international-fair-900x4001.jpg

No primeiro trimestre de 2017 realizaram-se um total de 366 reuniões, conferências, exposições e eventos de incentivo, dos quais 344 foram reuniões e conferências, sete exposições e 15 eventos de incentivo. Os números agora anunciados são superiores aos registados no período homólogo do ano passado. O número de participantes e visitantes envolvidos nos eventos totalizou os 222 mil, informa a Direcção dos Serviços de Estatística e Censos.

O número de reuniões e conferências realizadas no primeiro trimestre aumentou em 50 eventos, em termos anuais, e o número de participantes atingiu 54 mil, mais 111,9 por cento. A DSEC salienta que o número de reuniões e conferências com o escalão de 200 ou mais indivíduos foi de 54 (mais 16, em termos anuais) e que o de participantes foi de 41 mil (74,9 no total), aumentando 194,8 por cento. Realizaram-se ainda 247 reuniões e conferências (mais 66, em termos anuais) com a duração igual ou superior a 4 horas, nas quais participaram 44 mil indivíduos, cujo acréscimo foi ainda superior, da ordem dos 206,3 por cento.

No trimestre de referência as sete exposições foram todas organizadas por entidades não governamentais (mais três, em termos anuais) e o número de visitantes (163 mil) cresceu 48,9 por cento. A duração média das exposições foi de três dias (mais 0,2 dias, em termos anuais) e a área utilizada total fixou-se em 14 mil m2 (mais 39,1 por cento). Nos 15 eventos de incentivo (mais três, em termos anuais) registaram-se 4.432 participantes (mais 135,9 por cento). A duração média destes eventos foi de 3,3 dias e a área utilizada total atingiu 16 mil m2.

As receitas das sete exposições cifraram-se em 5,5 milhões de patacas, das quais 78,9 por cento provieram de “rendas das cabinas” e 21,1 por cento de “subsídios concedidos pelo Governo ou por outras instituições”. As despesas das exposições totalizaram 5,60 milhões de patacas e foram efectuadas sobretudo em “publicidade, promoção e relações públicas” (33,6 por cento) e em “serviços de produção, construção e decoração” (31,1 por cento).

Nas exposições realizadas no primeiro trimestre estiveram 267 expositores, dos quais 74,9 por cento eram provenientes de Macau. Estas exposições receberam 5.833 visitantes profissionais, 66,7 por cento dos quais também eram de Macau. Segundo as informações recolhidas junto de 160 expositores entrevistados, as receitas provenientes de “vendas de produtos” representaram 97,7 por cento do total e as despesas foram efectuadas principalmente em “rendas das cabinas” (65,2 por cento). O grau de satisfação com as instalações e os serviços prestados nos eventos diminuiu, em relação ao quarto trimestre de 2016.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s