Ex-funcionário do Governo das Filipinas processa Wynn Macau  

 

3.wynn-macau.jpg

Rogelio Yusi Bangsil Jr., ex-funcionário da entidade reguladora do jogo nas Filipinas, a Pagcor, avançou com um processo judicial contra a representação de Macau da empresa norte-americana Wynn Resorts, a Wynn Macau.

A notícia foi avançada pelo jornal Business Daily, que explica que Rogelio Yusi Bangsil Jr. quer ser compensado pelo facto do seu nome constar no relatório de 2011 da Wynn Macau, que foi elaborado por Louis Freeh, ex-director do FBI entre 1993 e 2001. Numa lista de 17 pessoas que teriam alegadamente beneficiado de prendas e noites em hotéis da operadora, por indicação do antigo parceiro de Wynn, o japonês Kazuo Okada, consta o nome do ex-funcionário da Pagcor e da mulher. O japonês é detentor de uma licença do jogo nas Filipinas.

Em 2011, o relatório foi essencial para que Okada fosse afastado da Wynn Macau, numa altura em as relações com Steven Wynn já estavam turvadas.

O antigo funcionário da Pagcor procura agora limpar o seu nome. Já em 2012 a Wynn Macau tinha sido penalizada por ter infringido a Lei da Protecção dos Dados Pessoais devido à investigação conduzida por Louis Freeh.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s