Associação pede explicações à CAEAL sobre “assinaturas de constituição de candidatura repetidas”

3-lee1.jpg 

A Associação de Activismo para a Democracia e a Associação Sonho de Macau entregaram ontem à tarde uma petição onde exigem uma explicação cabal da Comissão de Assuntos Eleitorais da Assembleia Legislativa sobre as “assinaturas de constituição de candidatura repetidas”.

A entrega da petição está relacionada com a assinatura, por parte de dois residentes, de outros tantos formulários de constituição de candidatura tendo em vista as eleições deste ano à Assembleia Legislativa. Os casos foram encaminhados para a Policia de Segurança Pública pela Comissão de Assuntos Eleitorais da Assembleia Legislativa (CAEAL).

Lee Kin Yun, presidente da Associação de Activismo para a Democracia considerou o caso como sendo muito sério. Frente à entrada principal do Edifício da Administração Pública, o dirigente associativo disse que os dois residentes que se encontram a ser investigados estão a ser injustiçados: “Primeiro, eles [os eleitores] não se recusaram a assinar nem a perturbar a assinatura e, segundo, eles não aceitarem quaisquer vantagens ao assinar, pelo que ele não violaram a lei. O Governo usa um método tão sério, igual a matar uma galinha com um picador de um talhante, é isto apropriado?”, questionou o activista.

Aos jornalistas, Lee Kin Yun disse ainda que as duas associações planeiam apresentar-se às eleições para a Assembleia Legislativa agendadas para 17 de Setembro: “Quando associações como as nossas estão a recolher assinaturas nas ruas, nós não conseguimos controlar se os signatários já assinaram outras comissões de candidatura. Nós, como Comissão, perguntamos aos eleitores se já assinaram outras comissões de candidatura, mas nós não conseguimos controlar isso.”

Em declarações aos órgãos de comunicação social, Lee Kin Yun referiu também que tal nunca antes tinha acontecido e defendeu que é muito sério que os dois casos tenham sido encaminhados para a Polícia: “Esta abordagem da CAEAL constrangeu seriamente os eleitores no que toca a votar e a assinar, isto tem intenções políticas?”, pergunta o dirigente da Associação de Activismo para a Democracia.

Lee considerou ainda o caso como uma ameaça política e caso as autoridades continuem a implementar processos judiciais, a situação pode tornar-se caótica e conduzir a vários problemas.

Ching Lok Suen, fundador da Associação Sonho de Macau, propôs à CAEAL a prorrogação das datas para a confirmação das comissões de candidatura, uma vez que estas podem vir a ser afectadas até que o organismo liderado por Tong Hio Fong esclareça de uma vez por todas o caso. E.G.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s