Patuá, é “língua crioula e não dialecto”

 

logo-fdpk_logo_green.png

O patuá “não é um dialecto”, esclarece Alan Baxter. “É uma língua crioula, tal como o português é uma língua românica ou o inglês uma língua germânica”, explica o linguista, que considera a designação de “dialecto” como reminiscências de uma “visão salazarista”.

“A língua crioula é derivada de uma outra língua, por meio de um processo de contacto linguístico muito intensivo, em que um povo é obrigado a aprender outra língua, por contacto auditivo, sem instrução nenhuma, e a língua vai se desenvolvendo”.

No caso do patuá, “embora haja bastante léxico chinês, o elemento malaio ainda é forte. A influência do chinês sente-se bastante na sintaxe. É nesse sentido que muitas das pequenas diferenças gramaticais entre o kristang se notam, explica Alan Baxter, que é fluente no crioulo de Malaca, cuja gramátca é bastante idêntica à do patuá: “Também o Patuá se diferencia pela recente influência do português em comparação com o Kristang”, conclui o especialista.

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s