Wong Sio Chak ordena instauração de processos disciplinares a agentes detidos

0420012016.jpg

A Polícia Judiciária (PJ) deteve no sábado três agentes das forças de segurança, suspeitos da prática de crimes graves de associação criminosa para proveito próprio, situação que se prefigura ainda como abuso de poder. O secretário para a Segurança anunciou ontem, numa nota de imprensa, que determinou, junto do Comandante do Corpo de Polícia de Segurança Pública, a instauração imediata de processos disciplinares aos suspeitos, bem como um processo interno de fiscalização direccionado para domínios como a disciplina e a gestão do trabalho, de forma a colmatar as lacunas existentes. A Polícia Judiciária vai continuar a investigar o caso

Na nota enviada às redacções pelo Gabinete do Secretário para a Segurança, Wong Sio Chak lamentou “profundamente ter conhecimento de mais um caso de prática de actos criminosos e de abuso de poder praticados por agentes policiais”. O governante emitiu “orientações muito precisas à Polícia Judiciária no sentido de emprestarem o seu maior empenho e eficácia nos trabalhos de investigação e de recolha de informações”.

Wong Sio Chak incumbiu ainda o comandante do Corpo de Polícia de Segurança Pública de proceder à “imediata instauração de processos disciplinares aos arguidos, com investigações rigorosas e completa fiscalização interna no âmbito da disciplina e da gestão do trabalho, a fim de colmatar lacunas existentes”.

Na mesma nota, Wong Sio Chak assinalou ainda que as autoridades no âmbito da segurança “reiteram a sua total intolerância perante quaisquer actos ilícitos, comprometendo-se com uma punição gravosa sempre que surjam casos de práticas ilícitas ou de violação dos deveres  disciplinares”.

O secretário para a Segurança deixou ainda um alerta a todos os serviços da sua tutela para que o caso seja tomado “como exemplo e referência”, e para que estes reforcem “o trabalho de gestão do corpo policial, implementando medidas de fiscalização concretas, a nível interno e externo, com reforço da disciplina e melhor gestão do corpo policial”, de modo a garantir “o cumprimento das suas atribuições, com eficiência e de forma incorrupta, para assegurar a segurança pública e a estabilidade social de Macau”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s