Macau perdeu para Hong Kong no Asiático de Voleibol Feminino  

 

Duas derrotas noutros tantos encontros disputados. Depois de ter perdido contra a anfitriã Tailândia no domingo, a selecção de voleibol feminino do território na categoria de Sub-23 voltou ontem a somar nova derrota, desta feita frente à representação da vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong.

1.Macau.jpg

A selecção de voleibol feminino que representou Macau na edição de 2017 do Campeonato Asiático da modalidade na categoria de Sub-23 despediu-se ontem da competição, com uma derrota frente à congénere da vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong.

Frente à formação da antiga colónia britânica, as atletas do território até entraram melhor, mas não conseguiram evitar a remontada das adversárias, acabando por perder o desafio por três sets a dois, parciais de 25-20, 3-25, 16-25, 25-16 e 9-15.

Com a esforçada vitória, a selecção de Hong Kong terminou a fase de grupos do Campeonato Asiático na segunda posição do grupo A e juntou-se à anfitriã Tailândia no leque de oito equipas que vão discutir entre si o triunfo na competição. A edição de 2017 do Campeonato Asiático de Voleibol Feminino na categoria de Sub-23 decorre em Nakhon Ratchasima, a terceira maior cidade da Tailândia.

Ontem, no Pavilhão Desportivo do Centro Comercial de Nakhon Ratchasima, as atletas de Macau venderam cara a derrota. Frente a um adversário que se prefigurava à partida como mais forte, o conjunto do território entrou no encontro com uma postura devastadora, vencendo o primeiro set pelo parcial de 25-20. A resposta de Hong Kong não se fez esperar. Irredutível, a formação da antiga colónia britânica não deu hipótese a Macau, esmagando a selecção local por 25-3.

Embalada por uma performance insuperável, a equipa de Hong Kong triunfou no terceiro parcial por 25-16, obrigando Macau a esboçar uma reacção. Impulsionada por uma boa exibição de Leong On Leng (com 19 pontos, a atleta local foi a melhor concretizadora da partida), a selecção da RAEM conseguiu empatar o encontro, ao vencer no quarto set por 25-16. No quinto e último parcial, Hong Kong voltou a exibir-se em grande nível, com serviços cirúrgicos e uma defesa inabalável, vencendo com tranquilidade por 15-9.

A derrota – a segunda consecutiva encaixada pela selecção do território, depois do desaire por 3-0 sofrido frente à Tailândia – afastou Macau da segunda fase da competição. Para Hong Kong, o torneio continua, ainda que a vitória frente às atletas da RAEM tenha sido tudo menos fácil: “ Não foi, de todo, um jogo fácil. Tivemos um início difícil . As minhas atletas entraram em campo muito nervosas no primeiro set e Macau apercebeu-se disso e fez um muito bom trabalho. A nossa recepção não era das melhores e esta circunstância impediu que os nossos ataques também fossem bons. Disse às minhas jogadoras para manterem a calma e quando elas se conseguiram acalmar começamos a obter finalmente bons resultados”, disse o seleccionador de Hong Kong, Cheung King Fai , ao portal da Confederação Asiática de Voleibol. “ Estou muito feliz pelo facto da minha equipa ter tido a capacidade para dar a volta a este jogo e avançado para o lote das oito melhores equipas. Vamos tentar fazer o nosso melhor na segunda fase”, complementou o técnico.

 

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s