Trezentas crianças hospitalizadas devido a fuga de gás

Uma fuga de gás num depósito de produtos químicos obrigou à hospitalização de mais de três dezenas de crianças na Índia. O incidente decorreu no sábado, na zona de Tughlakabad, nos arredores da capital indiana.

1.India

Pelo menos três centenas de crianças foram hospitalizadas no sábado na sequência de uma fuga de gás num depósito de contentores de produtos químicos industriais próximo do colégio onde estudavam, na capital indiana, disseram fontes oficiais.

Num primeiro balanço, as entidades oficiais tinham contabilizado em 200 o total de crianças afectadas pela fuga de gás: “Estou consternado depois de saber da hospitalização de 300 alunos na sequência da inalação de gases tóxicos espalhados devido a um derrame de produto químico”, escreveu o ministro da Ciência da Índia, Harsh Vardhan, na sua conta na rede social Twitter.

Por seu turno, o ministro da Educação regional, Manish Sisodia escreveu na sua conta no Twitter que a fuga ocorreu num depósito de contentores situado na área de Tughlakabad, na capital da Índia, e que afectou estudantes de um colégio próximo.

Acrescentou ainda que as vítimas – que sofreram irritações nos olhos – estão estáveis e que a maioria já obteve alta dos três hospitais locais para onde tinham sido transportadas. Algumas das vítimas continuam, no entanto, sob observação em estabelecimentos hospitalares. Entretanto, as autoridades ordenaram ao magistrado do distrito que inicie uma investigação para apurar os detalhes do acidente.

Uma equipa do Instituto de Ciências Médicas de Toda a Índia está, entretanto, a elaborar uma informação de impacto sanitário, de acordo com o ministro da Educação regional.

Segundo a agência espanhola EFE constatou no local, foi também enviada para o local do derrame uma equipa da Força Nacional de Resposta a Desastres com vista a controlar a fuga do produto químico.

Derrames, incêndios e outros acidentes industriais são frequentes na Índia, em parte devido ao estado precário das infra-estruturas e pela falta de manutenção, situações agravadas pela corrupção e práticas ilegais no sector da construção.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s