CTM compensa clientes afectados pela falha de 18 de Abril  

 

A CTM vai atribuir um desconto de quinze por cento aos mais de trinta mil clientes afectados pelos problemas técnicos que deixaram uma parte significativa de Macau sem acesso à Internet. O Centro da Política da Sabedoria Colectiva, organismo ligados aos Kaifong, diz que a medida deve ser entendida como um primeiro passo rumo ao assumir de responsabilidades por parte da empresa.

1.CTM.jpg

A Companhia de Telecomunicações de Macau vai compensar os clientes potencialmente afectados pelos problemas registados em dois servidores a 18 de Abril. A falha deixou mais de 30 mil agregados familiares sem acesso à Internet durante mais de quatro horas. Os clientes em causa irão ter um desconto de 15 por cento na factura da Internet referente ao mês de Abril, valor este que irá constar na factura de Junho.

Em comunicado, a CTM reitera novamente que este foi um “incidente imprevisível” causado por um problema de software e explica que o desconto será realizado de forma automática. O acto de redenção agora proposto pela empresa já suscitou reacções junto da sociedade civil do território. O vice-presidente do Centro da Política da Sabedoria Colectiva, Chan Ka Leong, defendeu que este é o primeiro passo para que a CTM assuma as suas responsabilidades sociais. O dirigente instou os lesados a aceitar a compensação. Chan Ka Leong criticou as posições tomadas anteriormente pelo Governo em relação aos problemas de fornecimento do serviço de Internet por parte da CTM. O vice-presidente do Centro da Política da Sabedoria Colectiva defende que as penalizações devem estar de acordo com o volume de negócio da empresa, de forma a incentivar as empresas a melhorar os seus equipamentos e, por inerência, os serviços prestados.

A compensação surge uma semana após a entrega do relatório inicial da empresa à Direcção dos Serviços de Correios e Telecomunicações (DSCT) que exigiu à CTM a submissão de mais documentos. Caso se verifique que o incidente ocorreu por responsabilidade da empresa, o organismo liderado por Derby Lau irá instar o Governo a instaurar um processo administrativo. A hipótese de instauração de uma multa por parte do Executivo foi recusada pelo secretário para os Transportes e Obras Públicas, Raimundo do Rosário, poucos dias após o incidente.

A reparação inicial dos dois servidores foi complementada nos dias 20 e 21 de Abril  com a actualização do software dos respectivos servidores.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s