Monitorização ambiental de aterros vai custar cerca de 23 milhões

0.centralia_cinza_volante.jpg

O Governo aceitou na passada sexta-feira quatro propostas para a prestação de serviços de monitorização e avaliação ambiental das zonas de depósito de cinzas volantes. O valor das propostas varia entre os 23,1 milhões e os 23,9 milhões de patacas, sendo que duas das propostas foram admitidas de forma condicional.

O contrato tem a duração de dois anos e inclui a instalação dos equipamentos de monitorização da qualidade do ar nas zonas de depósito temporário de cinzas volantes do Aterro para resíduos de materiais de construção, bem como no aterro de cinzas volantes de Ká-Hó, que já foi encerrado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s