Índice de Liberdade de Imprensa dos Repórteres Sem Fronteiras volta a excluir Macau

O Índice de Liberdade de Imprensa no Mundo, referente a 2017, dos Repórteres Sem Fronteiras, ontem publicado, deixa mais uma vez de fora o território. O presidente da Associação de Imprensa em Português e Inglês de Macau (AIPIM) diz desconhecer as razões para a exclusão e garante que a associação nunca foi contactada pela organização não-governamental francesa.

_O6A9919

Texto de Sílvia Gonçalves

Fotografias de Eduardo Martins

 

 

A organização não-governamental Repórteres Sem Fronteiras divulgou ontem o seu Índice de Liberdade de Imprensa no Mundo, relativo a 2017. Macau volta a não ser avaliada, no âmbito de um ranking onde Taiwan se posiciona no topo dos países e territórios com maior liberdade no continente asiático, na 45ª posição. Hong Kong desce quatro posições e ocupa agora o 73º lugar. Portugal, na 18ª posição, e Cabo Verde, na 27ª, continuam a liderar a tabela no que aos países lusófonos diz respeito. O presidente da Associação de Imprensa em Português e Inglês de Macau (AIPIM) diz desconhecer as razões para a contínua exclusão do território num índice onde figuram 180 países e territórios. José Carlos Matias salienta, contudo, que seria importante existir um olhar exterior sobre a situação de Macau.

“A única coisa que posso dizer é que desejávamos que Macau estivesse, como é óbvio, que houvesse um olhar sobre a situação de Macau por parte dos Repórteres Sem Fronteiras. Era bom que Macau estivesse no radar. Era importante, claro”, defende José Carlos Matias. O presidente da AIPIM, eleito em Fevereiro, assume não conhecer as razões que levam à contínua exclusão do território e arrisca a mera falta de interesse: “Não sei por que razão não será avaliada. No ano passado também não estava, certo? Pois, não faço ideia porque é que isso acontece. Não sei se será por falta de atenção por parte deles, ou falta de interesse ou falta de meios. Não sei”.

Matias, que garante que a associação a que preside nunca foi contactada pela organização francesa, estranha que, havendo duas regiões administrativas especiais, apenas Hong Kong seja alvo de uma avaliação: “Sendo também uma Região Administrativa Especial, fazia todo o sentido que Macau estivesse. Era bom, era positivo que estivesse, para haver um olhar sobre a situação”, reitera.

_O6A9879

E como avalia o presidente da AIPIM o estado da liberdade de imprensa no território? “Nós estamos agora a fazer um inquérito justamente para termos uma abordagem relativamente à situação da liberdade de imprensa e acesso às fontes nos meios de comunicação social em português e em inglês. Estamos agora à espera – houve um comité independente que foi nomeado – e estamos à espera de um relatório. Depois, nessa altura, teremos dados mais concretos para analisar”. O relatório só deverá estar pronto, prevê o dirigente, no arranque do segundo semestre: “Nós contamos que o relatório esteja pronto no Verão, talvez no início do Verão, esse é o nosso objetivo”, assume.

No relatório ontem divulgado, Taiwan sobe seis posições na tabela e alcança a 45ª posição. Já Hong Kong, com uma descida de quatro lugares, situa-se na 73ª. A edição on-line do Taiwan Sentinel assinala que há apenas sete anos, em 2010, Hong Kong chegou a ocupar a 34.a posição da tabela. A descida acentuada, sustenta o jornal, dever-se-á a uma crescente influência da República Popular da China na região vizinha, citando Cédric Alviani, director do novo gabinete dos Repórteres Sem Fronteiras em Taipei: “À medida que os poderes económico e político da China crescem no mundo, as autoridades chinesas estão cada vez mais a fazer lobby e a pressionar os governos e as empresas para que acolham a sua visão de controlo total sobre os media e a informação”, defendeu o responsável.

_O6A9931

Já sobre a República Popular da China, Alviani considera que “a situação não melhorou de todo”, mantendo-se na 176ª posição, atrás do Vietname, do Sudão e de Cuba. Numa tabela liderada pela Noruega, a última posição, a 180ª, é ocupada pela Coreia do Norte.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s